Abt acusa rivais da Fórmula-E de trapaça no Fanboost

compartilhar
comentários
Abt acusa rivais da Fórmula-E de trapaça no Fanboost
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
Traduzido por: Daniel Betting
8 de fev de 2018 17:07

O piloto da Audi Formula E, Daniel Abt, acusou os rivais de trapacearem no sistema de votação do Fanboost da categoria e diz que os pilotos que ganham injustamente são uma "catástrofe”

Daniel Abt, Audi Sport ABT Schaeffler pulls back into the pits
Daniel Abt, Audi Sport ABT Schaeffler
Lucas di Grassi, Audi Sport ABT Schaeffler
Daniel Abt, Audi Sport ABT Schaeffler Felix Rosenqvist, Mahindra Racing, Mitch Evans, Jaguar Racing
Daniel Abt, Audi Sport ABT Schaeffler
Daniel Abt, Audi Sport ABT Schaeffler
Daniel Abt, Audi Sport ABT Schaeffler

O Fanboost é uma energia extra que pode ser usada para ter maior velocidade durante um momento específico da corrida e é recebida pelos três pilotos que receberam mais votos no aplicativo da Fórmula E e através do Twitter.

As acusações de que o sistema está sendo usado injustamente pelas equipes não são novas, mas Daniel Abt - um dos pilotos mais ativos nas redes sociais da categoria - diz que ele está agora "cansado" com a questão.

Em um de seus blogs de vídeo onde ele fala com seus fãs, Abt disse: "Eu sei que você faz um esforço para votar em mim e eu faço o possível para envolvê-los".

"Mas há alguns pilotos que conseguem fazer um pouco de trapaça. Não digo isso porque eu seja um perdedor ressentido, eu digo porque sei, alguém falou comigo sobre isso, algo definitivamente está errado".

"Estávamos à frente (na votação para a corrida do fim de semana passado no Chile) o tempo todo, mas de repente, alguns pilotos receberam muitos votos durante a noite".

"Surpreendentemente, todos os votos são de 12 cidades da China. Eles devem ter uma grande base de fãs lá".

"A Fórmula E sabe disso, mas eles não podem fazer nada porque não podem provar. Isso é uma catástrofe. Realmente me incomodou muito".

Para realizar os votos do Fanboost, a F-E trabalha com uma empresa chamada Telescope, que trabalhou em programas de TV dos EUA, como American Idol, The Voice e Dancing With The Stars.

A Motorsport.com entende que o sistema é considerado o mais sólido desde que começou a categoria, uma vez que existem as chamadas "camadas de autenticação" que foram adicionadas gradualmente para garantir que os votos processados sejam genuínos.

Isso incluiu a redução do número de dias antes do evento em que a votação é aberta, indo de 12 para 6, removendo a votação do Instragram e removendo os votos duvidosos que entram no aplicativo.

Apesar do trabalho da categoria, Abt ameaçou parar de promover o Fanboost.

"Eu me sinto enganado", acrescentou. "Sei que ganho isso sempre, se for justo, estou lutando por um acordo justo".

A corrida no fim de semana passado em Santiago foi a primeira vez na temporada em que Abt não conseguiu ficar com uma das três posições do Fanboost.

Os vencedores foram Lucas di Grassi, que é seu companheiro na Audi, junto com o argentino José María López e o suíço Sébastien Buemi. Buemi e di Grassi também ganharam no evento anterior de Marrakesh.

Abt, Luca Filippi e Kamui Kobayashi conseguiram ganhar o Fanboost para as corridas em Hong Kong, onde o japonês fez sua estreia na F-E com a Andretti, enquanto Filippi competiu para o time chinês NIO.

Informações adicionais de Norman Fischer

Próxima Fórmula E matéria
Buemi: “É desapontador estar atrás de um time cliente”

Previous article

Buemi: “É desapontador estar atrás de um time cliente”

Next article

Agag: Pilotos não devem criticar a integridade do Fanboost

Agag: Pilotos não devem criticar a integridade do Fanboost
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Pilotos Daniel Abt
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias