Atraso no Halo na F1 atrapalha entrega de novo carro da F-E

Introdução de dispositivo atrasa em dois meses carro da nova geração da categoria elétrica

A introdução do Halo na Fórmula 1 está fazendo as fabricantes da Fórmula E enfrentarem um atraso de até dois meses para testar o carro da próxima geração do campeonato.

Os fabricantes das unidades motrizes da F-E esperavam receber o carro da Spark edição 2018-19 no início de janeiro, mas o Motorsport.com entende que a fabricante ainda está aguardando a finalização do design do Halo.

Isso significa que os times não têm por enquanto todos os detalhes que precisam para completar o design e o desenvolvimento de seus pacotes de motor, câmbio e inversor.

Fontes confirmaram que o carro será atrasado, com uma sugerindo que a programação foi empurrada em dois meses e a entrega não é esperada para antes de meados de fevereiro. Por isso, os times esperam que o prazo de homologação para seus powertrains de 2018-19 seja estendido.

No momento, o processo de homologação começaria em 1º de fevereiro, com inspeções físicas realizadas até 1º de julho e aprovação até 1º de agosto.

A adoção pela F-E da solução de proteção de cockpit escolhida pela F1 era esperada desde o início do ano e, embora o dispositivo de segurança tenha sido bem recebido pelo campeonato, isso também adicionou um custo significativo ao cronograma de desenvolvimento.

A adição do Halo também aumentou o peso do carro – que já havia seria 40 kg mais leve. Atualmente o carro pesa 888 kg.

O carro 2018-19, que terá bateria projetada pela McLaren, andou pela primeira vez no mês passado e sem problemas.

O chefe de automobilismo da Audi, Dieter Gass, disse ao Motorsport.com que ficou satisfeito com o progresso que a Spark e McLaren fizeram, e adicionou que o atraso não o preocupa.

"Eu olho para isso de forma esportiva", disse ele. "É o mesmo para todos, e você tem que continuar com isso. Todo mundo queria tudo o mais cedo possível, mas você só pega o carro quando ele chega. Todos nós vamos ter ao mesmo tempo.”

A FIA tomou o projeto do carro 2018-19 para si devido ao fato de ser o primeiro da categoria a completar a distância completa de uma corrida. As trocas de carro não ocorrerão mais.

Seu novo visual, descrito como "massivamente diferente" pelo atual campeão da Fórmula E, Lucas di Grassi, deverá ser revelado no início do ano que vem.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula E
Tipo de artigo Últimas notícias