Bird segura Buemi e vence em Buenos Aires; di Grassi é 3º

compartilhar
comentários
Bird segura Buemi e vence em Buenos Aires; di Grassi é 3º
Gabriel Carvalho
Por: Gabriel Carvalho
6 de fev de 2016 19:58

Piloto da DS Virgin suportou a pressão do líder do campeonato nas voltas finais e venceu o ePrix de Buenos Aires; di Grassi foi terceiro e segue na vice-liderança da temporada

Sam Bird, DS Virgin Racing Formula E Team
Sébastien Buemi, Renault e.Dams
Sam Bird, DS Virgin Racing Formula E Team
Sam Bird & Nelson Piquet Jr
Sébastien Buemi, Renault e.Dams
Sam Bird, DS Virgin Racing Formula E Team
Sébastien Buemi, Renault e.Dams

Defendendo-se de forma brilhante, Sam Bird conteve a incrível recuperação de Sébastien Buemi e venceu o ePrix de Buenos Aires, realizado neste sábado (6). O britânico, que largou na pole position, só perdeu a liderança na troca de carro. Buemi, que largou em último após rodar na classificação, teve que se contentar com o segundo lugar.

Lucas di Grassi foi o melhor brasileiro e, partindo da sétima posição, completou o pódio, após figurar boa parte da segunda metade da disputa na segunda posição. Bruno Senna foi o décimo colocado e Nelsinho Piquet o 12º.

Com o resultado na Argentina, Buemi segue na liderança do campeonato, agora com 80 pontos. Di Grassi vê a diferença subir de um para quatro pontos, mas continua na segunda posição na tabela de classificação, com 76 pontos.

A corrida

Na largada, Bird manteve a liderança, seguido por Nicolas Prost, Antonio Felix da Costa e Stephane Sarrazin. No final da primeira volta, Buemi já era o 16º, enquanto di Grassi subia para a sexta posição – não sem antes se envolver em uma disputa roda a roda com Piquet, que seguia em nono. Com problema no pneu traseiro direito, Jerome D’Ambrosio foi aos boxes na terceira volta e quase saiu com a pistola pneumática presa na roda, mas os mecânicos do time conseguiram retirar o dispositivo.

Com quatro voltas completadas, o atual campeão começou a perder rendimento e perder posições. Por outro lado, di Grassi subiu para quinto na volta seguinte e Buemi já se aproximava da zona de pontuação, ocupando a 12ª posição. Os protagonistas do campeonato até o momento estavam dispostos a apagar o mau desempenho da classificação e seguiam ganhando posições.

Na nona volta, o vice-líder do campeonato superou Sarrazin e subiu para o quarto lugar. Buemi, por sua vez, superou Daniel Abt, companheiro do brasileiro, e Oliver Turvey, da equipe de Nelsinho Piquet, para figurar em nono com dez voltas completadas. Enquanto isso, Bird seguia na liderança, acompanhado de perto por Prost e Felix da Costa. Com um ritmo bastante agressivo, di Grassi rapidamente se aproximou dos três primeiros.

Na abertura da 13ª volta, Felix da Costa executou uma bela manobra sobre Prost e assumiu a segunda posição. Um pouco mais atrás, Buemi se livrava de Mike Conway e Robin Frijns e figurava na sexta posição após 16 voltas completadas. Dois giros depois, o português ficou parado na pista após o cotovelo da reta oposta e, ao final desta volta, os pilotos foram aos boxes para a troca de carro.

Após as trocas, Bird manteve a liderança, com di Grassi em segundo, Sarrazin em terceiro e Buemi em quarto. Prost, que voltou atrás do companheiro de equipe, rodou quando voltou à pista e caiu para sétimo. Depois de dois giros de competição com o carro de Felix da Costa ainda parado na pista, finalmente a direção de prova acionou o safety car.

Foi então que houve um momento inusitado na corrida: Sarrazin, sem saber se estava em um “full course yellow” – quando os pilotos são obrigados a manter uma velocidade limitada e o pelotão não se junta – seguiu por alguns instantes em um ritmo lento, com Buemi colado nele e pedindo desesperadamente para o francês acelerar para que o pelotão se reagrupasse.

Na abertura da 23ª volta, a disputa foi reiniciada, com Bird na liderança, di Grassi em segundo e Buemi rapidamente se livrando de Sarrazin e assumindo a terceira posição. Sem conseguir superar o britânico, o brasileiro via o líder do campeonato se aproximar e se formava uma disputa tríplice pela vitória a nove voltas do final. Na 28ª volta, o suíço superou di Grassi e subiu para o segundo lugar.

Nas voltas finais, Buemi tentou de todas as maneiras superar Bird, mas o britânico se defendeu com maestria para assegurar a vitória nas ruas de Buenos Aires. Di Grassi completou o pódio, com Sarrazin e Prost fechando o grupo dos cinco primeiros. Senna terminou a prova na décima posição, enquanto Piquet cruzou a linha de chegada no 12o posto.

Confira o resultado final da prova:

PosiçãoPilotoEquipeTempo/dif.
1 United KingdomSam Bird  United KingdomVirgin Racing 45:28.385
2 SwitzerlandSébastien Buemi  FranceDAMS +0.716
3 BrazilLucas di Grassi  GermanyAudi Sport Team Abt +7.525
4 FranceStéphane Sarrazin  MonacoVenturi +9.415
5 FranceNicolas Prost  FranceDAMS +11.316
6 FranceLoic Duval  United StatesDragon Racing +15.660
7 GermanyNick Heidfeld  IndiaMahindra Racing +16.444
8 NetherlandsRobin Frijns  United StatesAndretti Autosport +18.685
9 United KingdomOliver Turvey  ChinaChina Racing +22.007
10 BrazilBruno Senna  IndiaMahindra Racing +22.456
11 FranceJean-Eric Vergne  United KingdomVirgin Racing +24.482
12 BrazilNelson Piquet Jr.  ChinaChina Racing +24.641
13 GermanyDaniel Abt  GermanyAudi Sport Team Abt +27.998
14 SwitzerlandSimona de Silvestro  United StatesAndretti Autosport +36.171
15 United KingdomMike Conway  MonacoVenturi +39.581
16 BelgiumJérôme d'Ambrosio  United StatesDragon Racing +1 volta
Não completou Antonio Felix da Costa  Team Aguri  
Não completou Salvador Duran  Team Aguri
Próxima Fórmula E matéria
Bird é pole em Buenos Aires; Di Grassi é 7º e Buemi é último

Previous article

Bird é pole em Buenos Aires; Di Grassi é 7º e Buemi é último

Next article

3º, di Grassi fala em "trabalho duro" para brigar por título

3º, di Grassi fala em "trabalho duro" para brigar por título
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Evento ePrix de Buenos Aires
Localização Autodromo Juan y Oscar Galvez
Pilotos Sam Bird , Sébastien Buemi
Autor Gabriel Carvalho
Tipo de matéria Relato da corrida