Bruxelas busca novo local para receber Fórmula E

Categoria pensa em adiar ePrix belga para próximo campeonato caso solução não seja encontrada a tempo

A Fórmula E está trabalhando com o governo regional de Bruxelas para encontrar um local alternativo para a corrida de 1 de julho, depois que problemas logísticos impediram o segundo local proposto para a etapa belga.

Inicialmente o ePrix seria realizado na área de Heysel, ao norte da capital, mas a ideia foi abandonada devido a outro evento no local.

A Fórmula E encontrou outra área, três quilômetros ao sul em Koekelberg, mas acredita-se que as autoridades não queiram interromper as ligações de transporte do local no início do verão para que a corrida se viabilize.

O ministro da mobilidade e obras públicas de Bruxelas, Pascal Smet, escreveu em sua conta oficial no Twitter que a autoridade ainda concordava "em princípio" com uma etapa na cidade.

Foi apurado que ele afirmou por escrito o desejo da região em sediar uma corrida da Fórmula E e sua vontade de ajudar a encontrar um local alternativo.

No entanto, a Fórmula E também está considerando adiar a prova para a temporada 2017/18, para não arriscar se comprometer com um circuito inadequado.

A categoria está atualmente negociando modificar o ePrix de Berlim, agendado para o dia 10 de junho, para o Aeroporto de Tempelhof, após o partido verde local se opor à corrida em uma pista de rua perto da Alexanderplatz.

Caso o ePrix de Bruxelas seja adiado para a próxima temporada, acredita-se na realização de uma segunda corrida na Alemanha - uma rodada dupla em Berlim ou um segundo evento em outro lugar da cidade -, já que a Fórmula E quer manter o calendário de 12 corridas.

As rodadas finais em Nova York (15-16 de julho) e Montreal (29 a 30 de julho) serão duplas.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula E
Evento ePrix de Bruxelas
Pista Ruas de Bruxelas
Tipo de artigo Últimas notícias