Com punição de Buemi, Di Grassi sobe para segundo no campeonato e fica há 17 pontos de Piquet

O brasileiro chegou na segunda colocação e com a punição de Buemi, fica também em segundo campeonato.

Lucas Di Grassi ainda está vivo na briga do título da temporada inaugural da Fórmula E. Após terminar em segundo no ePrix de Moscou, o brasileiro contou com uma punição dada a Buemi e subiu para a segunda colocação no campeonato, 17 pontos atrás de Piquet.

Di Grassi fez uma prova bastante estratégica, saindo em terceiro, o piloto da Audi ficou encaixotado atrás de Jean-Eric Vergne até a parada para a troca de carro. O brasileiro elogiou o traçado russo, mas criticou a falta de pontos de ultrapassagens, o que dificultou o seu trabalho.

“Moscou é um lugar fantástico para correr, mas a única coisa que este traçado precisa é de um bom ponto de ultrapassagem”, sugeriu.

Após a parada, Lucas conseguiu superar Vergne nos boxes e começou a caça à Piquet. Di Grassi tinha mais de cinco segundos de desvantagem para seu compatriota, mas conseguiu tirar esse tempo. A diferença caiu para 1,5 segundos. Porém, com um problema de superaquecimento da bateria, o piloto resolveu poupar o equipamento, para conseguir chegar até o final.

“Ganhei quase cinco segundos em cima do líder, nossa estratégia funcionou muito bem e eu tinha uma volta extra em termos de energia disponível, mas daí a bateria começou a esquentar demais, o que é estranho porque eu nem estava forçando tanto, e no final não pude atacar”, lamenta.

Di Grassi ainda aponta que o superaquecimento o impediu de usar o FanBoost, um ganho extra de potência que foi dado a ele, por meio de voto popular, ganho que também foi dado a Nelsinho e Buemi.
“Eu tinha mais energia do que o Nelson (Piquet) nas últimas três voltas, mas eu não pude usar o FanBoost porque a temperatura iria subir mais ainda e aí haveria risco em colocar tudo a perder. Mas eu adoraria poder ter atacado", explicou.

Agora o campeonato vai ser decidido em Londres, no final de junho, em uma etapa com rodada dupla e está tudo em aberto. Lucas se mantém confiante para buscar o título: “O final de semana em Londres vai ser bem interessante. Um erro pode custar 15, 20 ou até 25 pontos. O clima é bem imprevisível, então este também é um fator. Para mim, o campeonato ainda está em aberto. Temos de dar o máximo”, finalizou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula E
Evento ePrix de Moscou
Pista Streets of Moscow
Pilotos Lucas di Grassi
Equipes Audi Sport Team Abt
Tipo de artigo Últimas notícias