Em dia de dobradinha brasileira, Piquet vence em Moscou com Di Grassi em segundo

Nelsinho consegue uma vitória tranquila, conseguindo a primeira posição na largada e fica mais tranquilo na liderança do campeonato.

Nelsinho Piquet venceu o ePrix de Moscou e ficou mais tranquilo na disputa pelo campeonato. Lucas Di Grassi até tentou, mas não conseguiu superar o compatriota, garantindo a dobradinha brasileira na Rússia. Em terceiro terminou Nick Heidfeld, que herdou a posição, após a punição de Sébastien Buemi.

Na largada, Nelsinho Piquet foi pra cima de Vergne e assumiu a primeira colocação, Di Grassi se manteve em terceiro e Buemi em quarto. Como é uma pista muito difícil de ultrapassar, os pilotos tentavam superar os adversários, mas tinham muitas dificuldades.

Di Grassi seguia Vergne de perto e Buemi seguia o brasileiro, enquanto Nelsinho abria vantagem, com voltas mais rápidas na sequência.

A maioria dos pilotos se mantinha em suas colocações, apenas algumas ultrapassagens: Trulli e Félix da Costa travaram uma batalha dura, com literalmente empurrões entre eles. Alguersuari também conseguiu ultrapassar Garcia, enquanto Bruno Senna se mantinha na 15ª colocação.

Na volta 17, Piquet foi o primeiro a fazer a troca de carro nos pits, Trulli, Da Costa e Alguersuari também foram no mesmo momento, enquanto isso, Bruno Senna rodou sozinho, bateu e perdeu a asa traseira.
Uma volta depois, foram: Vergne, Di Grassi, Abt, D`Ambrosio, Prost e Duran. A parada do brasileiro foi bem rápida e com isso conseguiu superar o francês, Jean-Eric Vegne nos boxes. Buemi parou uma volta depois, mas não conseguiu voltar a frente de seus adversários.

Quando as posições se reestabeleceram, a sequência era: Piquet, Di Grassi, Vergne, Buemi e Heidfeld. Nelsinho tinha uma vantagem confortável para Lucas e ambos tinham o Fan Boost, ou seja, quando um usou o outro se defendeu.

Na volta 26, Sam Bird abandonou a prova, pois usou toda sua carga de energia.

Di Grassi tentava se aproximar de Piquet e a diferença entre os dois, que chegou a ser de 4.5 segundos, caía a cada volta. Na última volta, a vantagem de Piquet era de um pouco mais de um segundo para Lucas, o que garantiu a sua vitória, com Lucas Di Grassi em segundo, garantindo uma dobradinha brasileira. Buemi, conseguiu ultrapassar Vergne na última volta, fechou o pódio.

Confira o resultado do ePrix de Moscou:

Pos Piloto Equipe Voltas Dif  
1 Nelson Piquet Jr. Nextev TCR  35 voltas    
2 Lucas Di Grassi Audi Sport ABT 35 voltas +2.012  
3 Nick Heidfeld Venturi 35 voltas +11.548  
4 Jean-Eric Vergne Andretti Autosport 35 voltas +12.416  
5 Daniel Abt Audi Sport ABT 35 voltas +25.625  
6 Salvador Duran Amlin Aguri 35 voltas +28.960  
7 Antônio Félix da Costa Amlin Aguri 35 voltas +30.519  
8 Nicolas Prost Team E-Dams 35 voltas +31.556  
9 Sébastien Buemi* Team E-Dams  35 voltas

+11.050 + 29s

 
10 Justin Wilson Andretti Autosport 35 voltas +46.320  
11 Loic Duval Dragon Racing 35 voltas +49.763  
12 Jérôme D´Ambrosio Dragon Racing 35 voltas +51.474  
13 Karun Chandhok Mahindra Racing 35 voltas +52.493  
14 Jaime Algeursuari Virgin Racing 35 voltas +55.810  
15 Stéphane Sarrazin Venturi 35 voltas +56.715  
16 Bruno Senna Mahindra Racing 34 voltas +1 volta  
17 Vitantônio Liuzzi Trulli 34 voltas +1 volta  
18 Jarno Trulli Trulli 32 voltas +3 voltas  
19 Antônio Garcia Nextev TCR 32 voltas +3 voltas  
20 Sam Bird Virgin 24 voltas abandonou  

* Sébastien Buemi foi punido e seu tempo final foi acrescido em mais 29 segundos, terminando na nona colocação.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula E
Evento ePrix de Moscou
Pista Streets of Moscow
Pilotos Nelson Piquet Jr. , Lucas di Grassi
Tipo de artigo Relato da corrida