Equipe de F-E se diz aberta ao retorno de Albon no futuro

compartilhar
comentários
Equipe de F-E se diz aberta ao retorno de Albon no futuro
Por:
Co-autor: Jake Nichol
10 de dez de 2018 20:48

Diretor da Nissan e.dams, Jean-Paul Driot, disse que a porta não está fechada para que Alexander Albon faça um retorno ao plantel da Fórmula E

Alexander Albon assinou um contrato para ser o companheiro de equipe de Sebastien Buemi, em setembro, depois que suas tentativas de encontrar uma vaga na Fórmula 1 em 2019 pareciam fracassadas.

No entanto, antes mesmo de Albon pilotar o carro da segunda geração da F-E nos testes de pré-temporada, a Red Bull quis que o tailandês fosse o companheiro de equipe de Daniil Kvyat, na Toro Rosso.

Jean-Paul Driot, diretor da Nissan e.dams, finalmente concordou em liberar Albon de seu contrato, o substituindo por Oliver Rowland, e declarou seu apoio ao jovem de 22 anos nas redes sociais, dizendo que "não podemos permitir que bons talentos não sigam seus sonhos."

"Foi apenas uma reação normal", disse Driot ao Motorsport.com. "Nunca escrevo um tweet para agradar às pessoas, sempre escrevo um tweet quando penso assim, então as coisas estão claras.”

“Conhecendo os pilotos, do jeito que eu os conheço, o quão estúpido eu seria de ficar chateado quando você tem um cara, que eu acho que tem muito talento, quem é convidado a entrar na Fórmula 1?”

“Não seria para mim impedi-lo e arruinar sua carreira em potencial na Fórmula 1.”

“O automobilismo em um nível muito alto é um clube pequeno e sempre encontramos as mesmas pessoas, ano após ano. Vamos ver como está indo e talvez ele fique muito feliz em voltar conosco um dia na Fórmula E, por que não?”

Driot, cuja equipe da DAMS na Fórmula 2 colocou Albon em terceiro lugar no campeonato de pilotos de 2018, explicou que sua frustração com a situação do contrato deveu-se à maneira como as pessoas ao redor de Albon lidaram com a situação.

Ele alegou que o resultado teria sido o mesmo, mesmo que Albon tivesse guiado em Valência.

"Foi uma situação ruim porque ele estava lá, ele não sabia o que fazer e estava envergonhado como nós estávamos", continuou Driot.

“Quando você tem 22 anos, você tem a família pressionando você como um louco, às vezes eles o obrigam a estar em uma posição diferente da que você gostaria de estar.”

“O que me incomodou muito é que, se ele tivesse feito o teste em Valência, as coisas não teriam mudado. Nós teríamos negociado para que seu contrato terminasse e se juntasse à Toro Rosso. Nada teria mudado.”

“É também por isso que eu escrevi o tweet, porque sem algumas pessoas o pressionando, as coisas teriam sido exatamente as mesmas, e de uma maneira muito mais suave.”

Alexander Albon, Scuderia Toro Rosso

Alexander Albon, Scuderia Toro Rosso

Photo by: Mark Sutton / Sutton Images

Next article
VÍDEO: Massa aposta corrida com falcão-peregrino

Previous article

VÍDEO: Massa aposta corrida com falcão-peregrino

Next article

Com Cacá e Jimenez, Jaguar eTrophy terá 11 carros no grid

Com Cacá e Jimenez, Jaguar eTrophy terá 11 carros no grid
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Pilotos Alexander Albon
Equipes DAMS
Autor Alex Kalinauckas