Freios param boa fase de Bruno Senna em Punta del Este

Por precaução, brasileiro decidiu abandonar nas voltas finais de etapa que enfrentou problemas desde início dos treinos livres

O quinto lugar na Malásia deu novas e boas perspectivas a Bruno Senna em relação a segunda temporada da Fórmula E. Mas, a terceira etapa em Punta del Este literalmente o fez interromper essas novas expectativas.

O brasileiro e sua equipe alegaram problemas no carro desde o início dos treinos livres, culminando com falhas nos freios na parte final da prova, o forçando a abandonar nas voltas finais.

"Eles estavam travando com muita facilidade, tanto os traseiros quanto os dianteiros. Fazer o treino classificatório sem ter treinado nenhuma curva com a potência máxima de 200 kw foi duro. Um dos carros tinha uma diferença enorme de temperatura; no outro, a linha de freio estava cheia de ar", explicou.

No início da corrida, Bruno ganhou uma posição logo depois da largada. Mas as chances de escalar o pelotão ficaram comprometidas com um toque na parede quando lutava com o português Antonio Félix da Costa.

"Foi uma batidinha de nada, mas suficiente para danificar a suspensão. O chato é que o ritmo do carro até que estava bom. Entrei nos boxes e subi no segundo, mas logo percebi que as possibilidade de um acidente eram grandes com os freios falhando daquela maneira. A verdade é que não esperávamos um dia tão ruim assim. Foi uma surpresa para nós."

A exemplo do ano passado, as equipes voltarão neste domingo ao circuito montado à beira-mar do mais conhecido balneário uruguaio para uma sessão coletiva de testes.

"Esses treinos vieram a calhar, porque poderemos trabalhar para solucionar os problemas que encontramos aqui", afirmou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula E
Evento ePrix de Punta del Este
Sub-evento Sábado
Pista Streets of Punta del Este
Pilotos Bruno Senna
Tipo de artigo Últimas notícias