Rosberg se diz "definitivamente interessado" em papel na F-E

Ex-campeão mundial de F1 demonstra grande interesse em se envolver na categoria, mas não como piloto

Nico Rosberg se aposentou das pistas no final da temporada 2016, conquistando o título da F1, mas se manteve envolvido com a Mercedes, como embaixador, e assumiu um papel na equipe GT do seu pai, Keke, também.

O alemão já descartou a mudança para a F-E como piloto, mas está em Hong Kong para o início da temporada 2017/2018.

Ele foi convidado pela Hugo Boss, empresa de roupas que deixou a F1 para ser parceira da F-E.

Perguntado sobre uma mudança em potencial para a F-E, Rosberg disse: "Vamos esperar e ver. Estou aberto para explorar, então vamos ver quais são as possibilidades, mas definitivamente estou interessado.”

"Eu conheço muito, tenho acompanhado. Tem um futuro incrível, excelente.”

"Estão no caminho certo e Alejandro [Agag, CEO da série] também é incrível, então ele vai fazer as coisas certas."

Rosberg reiterou várias vezes neste ano que não sente falta das corridas desde que se aposentou, o que significa que o cargo na F-E provavelmente seria com a categoria ou com uma equipe.

Ele disse que a série em que a Mercedes entrará em 2019, junto com a Porsche, "atingiu o prego na cabeça" com a participação do fabricante.

"O momento é ótimo e é por isso que há um ótimo futuro garantido para isso, porque esta será a tecnologia do futuro.”

"Isso vai do carro de corrida para o carro de rua, que todos nós estaremos dirigindo. Todas as melhores marcas do mundo estão lutando entre si, por isso é incrível."

Rosberg sugeriu que parte do raciocínio da Hugo Boss deixar a F1 para F-E era fazer um movimento "pioneiro".

"É sempre bom fazer algo diferente, eles fizeram o salto como a primeira marca de moda", afirmou.

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula E
Pilotos Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias