Rosenqvist e Mahindra lamentam vitória perdida no México

compartilhar
comentários
Rosenqvist e Mahindra lamentam vitória perdida no México
Por: Alex Kalinauckas
4 de mar de 2018 15:28

Sueco tinha corrida na mão até que carro do time indiano apagou ainda no primeiro stint do ePrix

Felix Rosenqvist, Mahindra Racing
Felix Rosenqvist, Mahindra Racing
Felix Rosenqvist, Mahindra Racing, on pole position
Felix Rosenqvist, Mahindra Racing
Felix Rosenqvist, Mahindra Racing
Felix Rosenqvist, Mahindra Racing, Oliver Turvey, NIO Formula E Team
Nick Heidfeld, Mahindra Racing & Felix Rosenqvist, Mahindra Racing
Felix Rosenqvist, Mahindra Racing, at the start of the race

Vice-líder do campeonato 2017-18 da Fórmula E, Felix Rosenqvist quer esquecer a derrota que sofreu na Cidade do México após seu carro da Mahindra falhar durante o início da prova, quando liderava com ampla vantagem.

"Foi como se alguém desligasse o carro", disse Rosenqvist ao Motorsport.com.

"Eu tive que ligar todo o carro e então fiz duas voltas e depois aconteceu de novo. Depois, fiz uma volta e voltou. Aconteceu mais uma vez e depois dissemos 'porra, vamos para o box'. Mas, de qualquer forma, eu ainda posso ir para casa com um sorriso no meu rosto, porque acho que fiz tudo certo hoje."

Apesar de não ter terminado a corrida, Rosenqvist permanece em segundo lugar na classificação dos pilotos e só perdeu sete pontos para o líder do campeonato, Jean-Eric Vergne.

A dupla chegou ao México separada por apenas cinco pontos, e os três pontos pela pole ajudaram Rosenqvist a se encontrar próximo de Vergne, que terminou a corrida no quinto lugar com a Techeetah, acrescentando dez pontos a sua liderança.

"Eu só perdi sete pontos hoje, então é muito bom. Tivemos muita sorte em uma situação complicada”, disse Rosenqvist.

"Eu vou esquecer e fingir que quando chegarmos a Punta del Este vamos ter a mesma desvantagem que tínhamos quando chegamos aqui."

O chefe da equipe Mahindra, Dilbagh Gill, explicou ao Motorsport.com que a bateria de Rosenqvist “falhou”.

"Eu vou tirar alguns aspectos positivos disso: nós tínhamos um carro muito rápido e nós estávamos liderando a corrida confortavelmente", disse ele.

"Mas uma parte comum falhou na bateria. Infelizmente não pudemos fazer muito, é uma parte comum.”

"Até então, nós havíamos estabelecido a volta mais rápida e liderávamos por três segundos depois de 15 voltas. O que mais poderíamos ter pedido?"

Adicionando ao desapontamento da equipe Mahindra, Nick Heidfeld também abandonou na segunda metade da corrida. O segundo carro do piloto alemão sofreu uma falha na bomba d’água na volta 27 de 47.

Próxima Fórmula E matéria
Nelsinho exalta estratégia arriscada após 4º no México

Previous article

Nelsinho exalta estratégia arriscada após 4º no México

Next article

Com tática perfeita, Abt conquista 1ª vitória no México

Com tática perfeita, Abt conquista 1ª vitória no México