Todt afirma que comparação entre F1 e F-E “não faz sentido”

Presidente da FIA ressalta que campeonato de carros elétricos possui “características singulares” e que comparação com F1 é desnecessária

Jean Todt, presidente da FIA e um dos principais incentivadores da F-E, revelou que anda incomodado com declarações como a de Richard Branson, dono da Virgin Racing, que disse durante o ePrix de Londres que a categoria desafiará a F1 nos próximos anos.

“É desnecessário, não faz sentido. No entanto, levaremos isso em consideração desde que seja algo construtivo. Trata-se de um campeonato novo, com muitas emoções e ambiente agradável. A meu ver, (a F-E) é amigável, acessível e barata. Muitas pessoas estão comparando-a com outras categorias, mas não há comparação”, cravou, para em seguida elogiar o trabalho do campeonato de carros elétricos no ano de estreia.

“É um certame com características singulares e estou feliz com os resultados fantásticos que alcançamos. Estivemos em Moscou, próximos à Praça Vermelha e ao Kremlin – ninguém imaginou que isso pudesse acontecer”, disse.

Entretanto, Todt reconheceu que o certame enfrentará desafios na segunda temporada com a entrada de novos fabricantes de motores, fato que traz consigo o risco de aumento significativo dos custos.

“Precisamos ver o que vai acontecer. Estaremos atentos a todos os detalhes que cercam esta questão. Sempre há preocupação, mas estou otimista. Eu luto contra a negatividade, enquanto algumas pessoas estão sempre preocupadas e focam apenas nisso. Devemos estar de olho em tudo que acontece, mas no fim das contas temos que olhar para os resultados, que são excelentes”, concluiu.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula E
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags todt