Webber vê F-E como a categoria mais difícil no futuro

Ex-piloto da F1 fala sobre o desafio da Porsche, que estará na categoria a partir de 2019

Em 2017 a Porsche confirmou uma grande mudança nos rumos em seu campo esportivo, anunciando a saída da classe LMP1 do mundial de endurance (WEC) e a chegada na Fórmula E, a partir da temporada 2019/2020.

O ex-piloto da Fórmula 1 e membro do time da Porsche no WEC, Mark Webber, comentou sobre a mudança da fabricante alemã e o que poderá ser da categoria que utiliza carros totalmente elétricos.

"Dois ou três anos atrás, todos se perguntaram como isso iria funcionar”, disse Webber. “Está bastante claro que a eletromobilidade será uma coisa muito importante no futuro. Isso se aplica não só aos carros de rua, mas também a tudo o que acontece nas pistas de corrida. É uma obrigação para a Porsche participar deste tipo de competição."

"A competição atrai os fabricantes, mas ainda é novidade. A verdadeira corrida está apenas começando. Tenho certeza de que a Fórmula E será tão difícil como quase qualquer outra. Não estou dizendo que vai ser a categoria mais rápida no mundo, mas a mais difícil. Será extremamente difícil ganhar lá. A série e os carros continuarão a evoluir enormemente."

Webber minimizou a falta de ruído das unidades dos carros da Fórmula E.

"Considero a Fórmula E como uma corrida real. Conheço alguns dos pilotos e sei que são caras muito rápidos. Para competir nesses carros não é tão fácil, mas entendo que algumas pessoas sentem falta do som dos motores. Mas isso não é apenas um problema na Fórmula E, não é muito diferente na Fórmula 1."

E ressaltou o papel do CEO da categoria, Alejandro Agag.

"Você deve ser um homem corajoso ao falar que Alejandro Agag não pode lidar com isso. Eles devem agir com cautela ao mexer no lado esportivo e técnico. É um belo problema ter todos esses fabricantes. A concorrência é feroz e Alejandro e sua equipe têm que agir como policiais. Tudo o resto será travado pelos fabricantes. A Fórmula E será uma das categorias mais difíceis."

"A Porsche não tem medo de competição de alto nível. Estamos sempre à procura de uma competição dura e intensa. A Porsche sempre foi assim. Já é claro para nós que a Fórmula E será uma zona bastante quente em dois ou três anos."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula E
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags formel-e-zukunft, hersteller, kosten