Argentino fará dupla com Castroneves na Corrida dos Campeões

Gabriel Glusman não é piloto profissional, mas estará competindo contra Sebastian Vettel, Jenson Button, Felipe Massa, entre outros

"É uma loucura. Ontem dormi às 5:30 da manhã", diz Gabriel Glusman, argentino de 33 anos nascido em Buenos Aires, mas que mora em Tel Aviv, em entrevista ao Motorsport.com.

O motivo de tanto nervosismo é que ele foi o eleito para correr ao lado de Helio Castroneves na Corrida dos Campeões, que acontecerá nos dias 21 e 22 de janeiro, em Miami. 

Glusman teve esta oportunidade após se inscrever no "ROC Factor", uma iniciativa que dava a um latino a oportunidade de fazer dupla com o piloto brasileiro da Indy, além também de escolher o parceiro de James Hinchliffe, natural da América do Norte.

"Um dia eu estava no Twitter e vi que havia uma possibilidade de me inscrever para correr na Corrida dos Campeões ao lado de Helio Castroneves e acabei fazendo isso como uma daquelas coisas que você faz sem pensar."

"Acontece que na semana passada chegou um e-mail me dizendo que eu tinha sido selecionado entre os dez finalistas. Eu até tinha esquecido que havia feito a inscrição!"

"Vi que era o único argentino entre os dez finalistas. E então começou a campanha. A loucura foi publicar em todos os lugares, pedindo que as pessoas votassem em mim, porque só com amigos e familiares não seria suficiente."

Glusman trabalha em uma empresa de segurança na web e é um fervoroso fã de automobilismo: "eu gosto de todos os esportes a motor, mas sou muito fã de Fórmula 1", diz ele.

"Fico feliz que meu companheiro será o Helio, porque ele é visto como uma pessoa muito boa. Parece uma pessoa da família, sempre positivo. É claro, também é um tricampeão da Indy 500. Nada mal tê-lo como colega de equipe."

As regras diziam que não era necessário ter experiência como piloto, e enquanto Glusman no passado correu algumas provas de kart, além de dar voltas com uma Ferrari 458 Monza, uma Caterham R300 em Spa Francorchamps e até mesmo um Formula Ford em Donington Park, ele está longe de ser um competidor.

"Conheço a técnica e tenho muitas horas de simulador, se isso conta para alguma coisa", diz ele rindo.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Geral
Tipo de artigo Entrevista