Argentino fará dupla com Castroneves na Corrida dos Campeões

Gabriel Glusman não é piloto profissional, mas estará competindo contra Sebastian Vettel, Jenson Button, Felipe Massa, entre outros

"É uma loucura. Ontem dormi às 5:30 da manhã", diz Gabriel Glusman, argentino de 33 anos nascido em Buenos Aires, mas que mora em Tel Aviv, em entrevista ao Motorsport.com.

O motivo de tanto nervosismo é que ele foi o eleito para correr ao lado de Helio Castroneves na Corrida dos Campeões, que acontecerá nos dias 21 e 22 de janeiro, em Miami. 

Glusman teve esta oportunidade após se inscrever no "ROC Factor", uma iniciativa que dava a um latino a oportunidade de fazer dupla com o piloto brasileiro da Indy, além também de escolher o parceiro de James Hinchliffe, natural da América do Norte.

"Um dia eu estava no Twitter e vi que havia uma possibilidade de me inscrever para correr na Corrida dos Campeões ao lado de Helio Castroneves e acabei fazendo isso como uma daquelas coisas que você faz sem pensar."

"Acontece que na semana passada chegou um e-mail me dizendo que eu tinha sido selecionado entre os dez finalistas. Eu até tinha esquecido que havia feito a inscrição!"

"Vi que era o único argentino entre os dez finalistas. E então começou a campanha. A loucura foi publicar em todos os lugares, pedindo que as pessoas votassem em mim, porque só com amigos e familiares não seria suficiente."

Glusman trabalha em uma empresa de segurança na web e é um fervoroso fã de automobilismo: "eu gosto de todos os esportes a motor, mas sou muito fã de Fórmula 1", diz ele.

"Fico feliz que meu companheiro será o Helio, porque ele é visto como uma pessoa muito boa. Parece uma pessoa da família, sempre positivo. É claro, também é um tricampeão da Indy 500. Nada mal tê-lo como colega de equipe."

As regras diziam que não era necessário ter experiência como piloto, e enquanto Glusman no passado correu algumas provas de kart, além de dar voltas com uma Ferrari 458 Monza, uma Caterham R300 em Spa Francorchamps e até mesmo um Formula Ford em Donington Park, ele está longe de ser um competidor.

"Conheço a técnica e tenho muitas horas de simulador, se isso conta para alguma coisa", diz ele rindo.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Geral
Tipo de artigo Entrevista