Confirmado: corpo de Fangio será exumado na sexta-feira

Juiz da província de Mar del Plata manteve a ordem de outro magistrado em que autorizava o procedimento no dia 7 de agosto

O caso da paternidade envolvendo Juan Manuel Fangio está prestes a ser resolvido. Depois do procedimento ter sido autorizado e embargado no mês de julho por juízes diferentes, Rodrigo Cataldo, magistrado do Tribunal Civil N°5 do Departamento de Justiça de Mar del Plata, liberou o procedimento de desenterro dos restos mortais de Fangio para teste de DNA. O juiz decidiu que o procedimento poderá ser realizado na data em que anteriormente estava marcado, na próxima sexta-feira, dia 7 de agosto.

Oscar Cesar Espinoza, filho de Andrea Berruet, com quem o pentacampeão da Fórmula 1 viveu, havia dado entrada na justiça para que fosse reconhecida a paternidade de Fangio. Para isso, seria necessário que houvesse a exumação.

Dias depois, outro juiz, este de um tribunal em La Plata, suspendeu a decisão enquanto outro caso de reconhecimento de paternidade, dessa vez de um homem chamado Ruben Vazquez, não fosse resolvido.

Nesta terça-feira, então, ficou decidido que finalmente Fangio será desenterrado e, assim, resolvida todas as questões.

A data coincide com a comemoração de 58 anos da que foi considerada a maior atuação de Fangio numa pista de corridas, quando venceu o seu quinto título no GP da Alemanha de 1957, em Nurburgring. O próprio piloto havia confidenciado ao jornalista brasileiro Cláudio Carsughi que esta fora seu ponto alto em toda sua carreira.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Geral
Pilotos Juan Manuel Fangio
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags fangio