Lorenzo e Dovizioso explodem nova guerra de palavras na MotoGP

compartilhar
comentários
Lorenzo e Dovizioso explodem nova guerra de palavras na MotoGP
5 de nov de 2018 18:23

“Indiferença” de italiano fez com que espanhol soltasse o verbo durante etapa na Malásia, é o que mostra o Sala de Imprensa desta semana, além da frustração de Valentino Rossi e as polêmicas declarações do chefe da Ferrari

Galeria
Lista

A nova guerra de declarações entre Jorge Lorenzo e Andrea Dovizioso foi iniciada com os comentários do italiano à Sky após a classificação em Sepang no sábado, quando perguntaram o que ele achava de Lorenzo ter que deixar o fim de semana em Sepang com uma contusão.

A nova guerra de declarações entre Jorge Lorenzo e Andrea Dovizioso foi iniciada com os comentários do italiano à Sky após a classificação em Sepang no sábado, quando perguntaram o que ele achava de Lorenzo ter que deixar o fim de semana em Sepang com uma contusão.
1/9

Foto de: Gold and Goose / LAT Images

"Não sei os detalhes, não quero entrar nisso, é uma situação estranha", disse Dovizioso. "Acontece frequentemente na Ducati ou para determinados pilotos, mas não compreendo os detalhes e não quero entrar nisso e dar a minha opinião."

"Não sei os detalhes, não quero entrar nisso, é uma situação estranha", disse Dovizioso. "Acontece frequentemente na Ducati ou para determinados pilotos, mas não compreendo os detalhes e não quero entrar nisso e dar a minha opinião."
2/9

Foto de: Gold and Goose / LAT Images

Os comentários de Dovizioso provocaram uma série de posts de Lorenzo no Twitter, com sua primeira reação sendo "Muito obrigado, Andrea Dovizioso! Você é um verdadeiro cavalheiro!". Em seu próximo post, ele passou a chamar Dovizioso "um companheiro de equipe exemplar", acrescentando: "Você o aplaude no pódio quando ele ganha e depois... (Isso mesmo, ele não dá sua opinião, não é problema dele)." Depois disso, Lorenzo chamou Dovizioso de "invejoso" e o descreveu como "um campeão mundial... nas 125cc".

Os comentários de Dovizioso provocaram uma série de posts de Lorenzo no Twitter, com sua primeira reação sendo "Muito obrigado, Andrea Dovizioso! Você é um verdadeiro cavalheiro!". Em seu próximo post, ele passou a chamar Dovizioso "um companheiro de equipe exemplar", acrescentando: "Você o aplaude no pódio quando ele ganha e depois... (Isso mesmo, ele não dá sua opinião, não é problema dele)." Depois disso, Lorenzo chamou Dovizioso de "invejoso" e o descreveu como "um campeão mundial... nas 125cc".
3/9

Foto de: Gold and Goose / LAT Images

Depois do GP da Malásia, Dovizioso foi questionado sobre as respostas de Lorenzo: “Por que eu deveria falar com o Lorenzo? Eu não perco meu tempo com essas coisas. Ele comete o erro usual de dar muita importância ao que está escrito, mesmo sem o contexto.” "Eu não apontei o dedo para ninguém e não tenho nenhum problema com o Jorge."

Depois do GP da Malásia, Dovizioso foi questionado sobre as respostas de Lorenzo: “Por que eu deveria falar com o Lorenzo? Eu não perco meu tempo com essas coisas. Ele comete o erro usual de dar muita importância ao que está escrito, mesmo sem o contexto.” "Eu não apontei o dedo para ninguém e não tenho nenhum problema com o Jorge."
4/9

Foto de: Gold and Goose / LAT Images

Valentino Rossi assumiu a liderança na corrida de Sepang e liderou por 16 voltas até cair na curva 1, após começar a sofrer pressão de Marc Márquez. "Temos que dizer que é meu primeiro erro da temporada porque sempre chego no final, exceto na Argentina", afirmou. "Talvez seja o pior momento, estou arrasado pela queda.”

Valentino Rossi assumiu a liderança na corrida de Sepang e liderou por 16 voltas até cair na curva 1, após começar a sofrer pressão de Marc Márquez. "Temos que dizer que é meu primeiro erro da temporada porque sempre chego no final, exceto na Argentina", afirmou. "Talvez seja o pior momento, estou arrasado pela queda.”
5/9

Foto de: Gold and Goose / LAT Images

"Mas também é uma grande vergonha, estou muito desapontado pelo erro e fazer uma corrida como esta e ir para casa sem pontos é frustrante."

"Mas também é uma grande vergonha, estou muito desapontado pelo erro e fazer uma corrida como esta e ir para casa sem pontos é frustrante."
6/9

Foto de: Gold and Goose / LAT Images

Neste fim de semana não tivemos F1, mas o chefe da Ferrari, Maurizio Arrivabene compareceu a um evento da escuderia e falou sobre os rumores de que o diretor técnico, Mattia Binotto seria dispensado.

Neste fim de semana não tivemos F1, mas o chefe da Ferrari, Maurizio Arrivabene compareceu a um evento da escuderia e falou sobre os rumores de que o diretor técnico, Mattia Binotto seria dispensado.
7/9

Foto de: Andy Hone / LAT Images

“Vamos deixar claro de uma vez por todas. Os rumores sobre Mattia são fake news criadas para criar instabilidade na equipe, uma tentativa de tentar criar problemas onde não há, e eu não quero mais comentar sobre rumores falsos.” “Durante esta temporada houve muitas tentativas de desestabilização, às vezes com histórias sobre os pilotos, outras sobre os técnicos. Minha posição? [Arrivabene sorri] Pergunte ao diretor [Louis] Camilleri.”

“Vamos deixar claro de uma vez por todas. Os rumores sobre Mattia são fake news criadas para criar instabilidade na equipe, uma tentativa de tentar criar problemas onde não há, e eu não quero mais comentar sobre rumores falsos.” “Durante esta temporada houve muitas tentativas de desestabilização, às vezes com histórias sobre os pilotos, outras sobre os técnicos. Minha posição? [Arrivabene sorri] Pergunte ao diretor [Louis] Camilleri.”
8/9

Foto de: Andy Hone / LAT Images

"Ninguém nunca falou de adeus, possivelmente podemos falar sobre reforços", disse ele. “Mas leva tempo, vamos pensar sobre isso na próxima temporada. Hoje a equipe está lá e é uma equipe boa e compacta.” “Se houver reforços, eles chegarão sem pressa, eu enfatizo, e [somente] se precisarmos. A linha é a de estabilidade, se houver acréscimos, não prejudicarão a solidez do grupo existente.” “Uma equipe que trabalha bem apenas precisa de reforços, não de revoluções. Pessoalmente, nunca acreditei em revoluções, mas na evolução.”

"Ninguém nunca falou de adeus, possivelmente podemos falar sobre reforços", disse ele. “Mas leva tempo, vamos pensar sobre isso na próxima temporada. Hoje a equipe está lá e é uma equipe boa e compacta.” “Se houver reforços, eles chegarão sem pressa, eu enfatizo, e [somente] se precisarmos. A linha é a de estabilidade, se houver acréscimos, não prejudicarão a solidez do grupo existente.” “Uma equipe que trabalha bem apenas precisa de reforços, não de revoluções. Pessoalmente, nunca acreditei em revoluções, mas na evolução.”
9/9

Foto de: Sam Bloxham / LAT Images

Next article
GALERIA: As pinturas mais icônicas da história do esporte a motor

Previous article

GALERIA: As pinturas mais icônicas da história do esporte a motor

Next article

Hyundai anuncia categoria de automobilismo com HB20

Hyundai anuncia categoria de automobilismo com HB20
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Geral
Tipo de matéria Últimas notícias