Piloto da GP3 critica organização após ser atingido por pneu

Matt Parry afirma que é "ridícula" a maneira como os pneus estão se soltando dos carros, como no acidente ocorrido na segunda prova da GP3 em Spa neste fim de semana

O piloto galês, Matt Parry, que já fez parte do programa de desenvolvimento da Caterham na F1, acabou sendo vítima "por tabela" em acidente valendo pela segunda corrida da GP3 em Spa-Francorchamps no fim de semana. Aleksander Bosak foi parar na barreira fora da pista e sua roda traseira acabou atingindo Parry na curva Blanchimont, que também acabou saindo da prova.

Após a corrida, Parry atacou os organizadores, acusando-os de não terem aprendido com casos anteriores, como o de Henry Surtees, morto em Brands Hatch em 2009, quando foi atingido por uma roda.

No mesmo dia, o piloto da IndyCar, Justin Wilson, foi atingido por um pedaço de carro em Pocono. O piloto está em coma e em estado crítico, em hospital da Pensilvânia.

"Eu estava fazendo um bom progresso, tentando preservar pneus e de repente, um pneu na curva Blanchimont estava no meio da pista."

"Não sei como um pneu pode se soltar de maneira tão fácil. Isso é um erro estrutural da GP3, para ser honesto."

"É ridículo que a essa altura do campeonato não podemos ter um sistema em que o pneu permaneça em seu lugar. Isso é muito perigoso"

"Devíamos ter aprendido algo com os outros acidentes. Algo precisa ser feito para solucionar o problema", concluiu Parry.

Entrevistado por Benjamin Vinel

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias GP3
Evento Spa-Francorchamps
Pista Spa-Francorchamps
Pilotos Matt Parry
Equipes Koiranen GP
Tipo de artigo Últimas notícias