Augusto Farfus domina Copa do Mundo de GT em Macau

compartilhar
comentários
Augusto Farfus domina Copa do Mundo de GT em Macau
Por: Jack Cozens
18 de nov de 2018 16:28

Piloto da BMW vence prova principal após garantir a pole na classificatória e se sagra campeão em principal evento de GT do ano

Partindo da pole position, Augusto Farfus na liderou de ponta a ponta na categoria GT o GP de Macau deste domingo, conhecido como a Copa do Mundo do esporte a motor.

Ele se manteve soberano durante toda a corrida, apesar de na segunda parte da prova seus adversários terem conseguido diminuir a vantagem. Mesmo assim, ele não chegou de fato a ser ameaçado. Deste modo, Farfus celebrou a vitória na corrida decisiva depois de ter vencido a classificatória no sábado e conseguiu o título da Copa do Mundo de GT.

O pódio foi completado por Maro Engel e Edoardo Mortara, ambos de Mercedes.

A vitória foi cheia de significados que emocionaram Farfus, de 35 anos. Há exatos 29 anos, em 18 de novembro de 1990, Augusto fez sua primeira corrida, na época, ainda em mini-motos, e agora, na mesma data, conquista mais um importante título mundial em sua carreira..

Esse foi o último compromisso de Augusto Farfus nas pistas em 2018. Agora, o piloto já inicia os trabalhos para a temporada 2019, onde segue na disputa do Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC) e também nas principais provas de GT do calendário internacional após anunciar no início desta semana que não estará mais no DTM no próximo ano.

“Essa é a principal corrida de GT do mundo, e fechamos o ano com chave de ouro”, disse Farfus após a corrida.

“Tenho de agradecer a BMW por toda a força e confiança que me deram. É o titulo mais importante que se pode ter no GT sprint, isso é resultado de um trabalho em equipe, pois nos preparamos muito bem.”

“Foi uma corrida difícil, porque a temperatura hoje subiu, a aderência da pista mudou e o carro não estava tão equilibrado quanto ontem. Os pilotos atrás estavam rápidos, então não podia cometer nenhum erro. Mas consegui fazer uma boa largada e manter a posição até o fim, para comemorarmos essa vitória e o título.”

“Fiquei muito feliz também por ter sido um resultado especial na despedida do Charly (Lamm, chefe de equipe da BMW que se aposenta ao fim deste ano), que é um grande amigo e um profissional por quem tenho muita gratidão.”

“Além disso, hoje faz exatamente 29 anos que comecei a correr, em 1990. Meu pai me deu uma moto e eu fiz minha primeira corrida, sem saber onde isso ia me levar. Agora, conquistei uma Copa do Mundo, e isso é muito especial e emocionante. Só tenho a agradecer a todos que estiveram comigo nesta longa jornada.”

Next article
Di Grassi: Acidente de Macau é o mais louco de que me lembro

Previous article

Di Grassi: Acidente de Macau é o mais louco de que me lembro

Load comments

Sobre esta matéria

Categoria GT
Evento FIA GT World Cup: Macau
Pilotos Augusto Farfus
Equipes BMW Team Schnitzer Shop Now
Autor Jack Cozens