Alonso, após testes em Daytona: “Precisamos de mais ritmo”

Bicampeão mundial de Fórmula 1, Fernando Alonso, admite que a United Autosports precisa encontrar mais ritmo no seu Ligier JS P217 depois de terminar o teste das 24 Horas de Daytona fora do top 10

Alonso fez a volta mais rápida da Ligier da United Autosports na sessão de pré-classificação das 24 Horas de Daytona deste domingo, mas foi apenas o 12º mais rápido, a 1s7 do tempo de Felipe Nasr, o mais veloz do treino.

"Ainda há pequenas mudanças acontecendo e é o mesmo com o desempenho do carro", disse Alonso. "É óbvio que é o início dos dias, só estamos testando, mas precisamos encontrar mais ritmo e espero sermos mais competitivos quando voltarmos para a corrida".

O teste de três dias foi dominado pelo Cadillac DPis, com as equipes Action Express, Wayne Taylor Racing e Spirit of Daytona dividindo os tempos mais rápidos nas sete sessões.

Alonso disse que sua prioridade durante o fim de semana era acostumar-se a dividir o carro com os companheiros Lando Norris e Phil Hanson. Ele admitiu que foi difícil ajustar todo o trabalho necessário nas sessões de teste, que variaram de 45 minutos a duas horas de duração.

"A quantidade de voltas não é enorme, mas é melhor do que nada e me sinto mais preparado agora para a corrida, com certeza", disse. "Foi um bom fim de semana para trabalhar com os caras, com a equipe, com os companheiros de equipe e entrar neste modo de compartilhar tudo e se adaptar e fazer compromissos entre todos nós para ser completamente feliz”.

"Essa foi a principal prioridade para o fim de semana e é o que conseguimos. Isso foi o fato positivo”.

"Provavelmente a maior surpresa foi o pouco tempo que você gastou no carro. As sessões não foram muito longas e você compartilha o carro e perde um pouco tempo nas mudanças de pilotos, nas mudanças de set-up e você acaba fazendo poucas voltas”.

"Essa foi talvez a surpresa e o que estava faltando neste fim de semana, mas acho que isso faz parte do jogo e nas 24 horas vamos acumular voltas suficientes com certeza".

Alonso esperava a condução noturna e lidar com o trânsito de carros mais lentos como as principais coisas a serem ajustadas, mas encontrou o caminho.

"Não foi grande diferença em relação ao dia. Também na F1, temos algumas corridas noturnas no Bahrain, Cingapura e Abu Dhabi. O circuito está bem iluminado aqui, talvez não seja como outros circuitos de resistência, então não encontrei grandes problemas”.

"Mesmo com o trânsito, o que eu tinha um pouco de medo. Sempre há alguns momentos e alguns riscos quando você está ultrapassando carros aqui e ali ou se eles estão lutando entre si, mas isso é normal e todos enfrentarão, não só nós os novatos. Então, é algo que devemos estar preparados para a corrida também".

"Ainda há pequenas mudanças acontecendo e é o mesmo com o desempenho do carro", disse Alonso. "É óbvio que é o início dos dias, só estamos testando, mas precisamos encontrar mais ritmo e espero sermos mais competitivos quando voltarmos para a corrida".

O teste de três dias foi dominado pelo Cadillac DPis, com as equipes Action Express, Wayne Taylor Racing e Spirit of Daytona dividindo os tempos mais rápidos nas sete sessões.

Alonso disse que sua prioridade durante o fim de semana era acostumar-se a dividir o carro com os companheiros Lando Norris e Phil Hanson. Ele admitiu que foi difícil ajustar todo o trabalho necessário nas sessões de teste, que variaram de 45 minutos a duas horas de duração.

"A quantidade de voltas não é enorme, mas é melhor do que nada e me sinto mais preparado agora para a corrida, com certeza", disse. "Foi um bom fim de semana para trabalhar com os caras, com a equipe, com os companheiros de equipe e entrar neste modo de compartilhar tudo e se adaptar e fazer compromissos entre todos nós para ser completamente feliz”.

"Essa foi a principal prioridade para o fim de semana e é o que conseguimos. Isso foi o fato positivo”.

"Provavelmente a maior surpresa foi o pouco tempo que você gastou no carro. As sessões não foram muito longas e você compartilha o carro e perde um pouco tempo nas mudanças de pilotos, nas mudanças de set-up e você acaba fazendo poucas voltas”.

"Essa foi talvez a surpresa e o que estava faltando neste fim de semana, mas acho que isso faz parte do jogo e nas 24 horas vamos acumular voltas suficientes com certeza".

Alonso esperava a condução noturna e lidar com o trânsito de carros mais lentos como as principais coisas a serem ajustadas, mas encontrou o caminho.

"Não foi grande diferença em relação ao dia. Também na F1, temos algumas corridas noturnas no Bahrain, Cingapura e Abu Dhabi. O circuito está bem iluminado aqui, talvez não seja como outros circuitos de resistência, então não encontrei grandes problemas”.

"Mesmo com o trânsito, o que eu tinha um pouco de medo. Sempre há alguns momentos e alguns riscos quando você está ultrapassando carros aqui e ali ou se eles estão lutando entre si, mas isso é normal e todos enfrentarão, não só nós os novatos. Então, é algo que devemos estar preparados para a corrida também".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IMSA
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias