Alonso usa Daytona como base para decisão sobre Le Mans

compartilhar
comentários
Alonso usa Daytona como base para decisão sobre Le Mans
Edd Straw
Por: Edd Straw
Traduzido por: Daniel Betting
6 de jan de 2018 16:32

Fernando Alonso está usando sua estreia nas 24 Horas de Daytona para avaliar o quanto ele gosta de corridas de resistência

Felipe Massa, Fernando Alonso
Fernando Alonso, United Autosports gets into the car for his first stint
Fernando Alonso, United Autosports leaves the pits
Fernando Alonso, United Autosports
Fernando Alonso, United Autosports
Fernando Alonso, United Autosports
Fernando Alonso, United Autosports

Fernando Alonso está participando do teste de três dias antes da corrida de Daytona em 27/28 de janeiro e pode correr para a Toyota nas 24 horas de Le Mans deste ano, tendo testado seu carro LMP1 no Bahrain em novembro passado.

"Fazer esta corrida é um tipo de primeiro passo no campeonato de endurance [pilotando], como essas corridas são e quanto eu gosto dessas corridas", disse Alonso. "Espero que seja uma resposta positiva”.

"Depois das 24 Horas de Daytona, vou ter uma melhor compreensão desses campeonatos, as 24 Horas de Le Mans e a tríplice coroa é outro alvo”.

"Então, se eu puder me encaixar nas 24 Horas de Le Mans neste ano que eu não vou fazer a Indy 500, isso será ótimo e espero que no ano seguinte a Indy 500 possa estar no plano novamente".

Alonso, que completou cinco voltas durante a primeira sessão do "Roar" de três dias, antes do teste Rolex 24 Daytona de sexta-feira, diz que sua abordagem é semelhante à que ele levou para sua estreia nas 500 Milhas de Indianapolis em maio passado.

Mas ele também está determinado em lutar pela vitória ao lado dos companheiros da United Autosports, Phil Hanson e Lando Norris, se a oportunidade surgir.

"É mais ou menos o mesmo objetivo de Indianápolis - antes de tudo, tente aprender diferentes técnicas de pilotagem, tente aprender com os especialistas em corridas de resistência, tente ser um piloto melhor quando terminar as 24 horas", disse Alonso. "É a primeira vez para mim em uma corrida de resistência, primeira vez em um protótipo, pela primeira vez dirigindo à noite, pela primeira vez com o GT [carros] em torno de tantas coisas novas que virão passo a passo”.

"Esse é um grande desafio, mas estou pronto para aproveitar antes de tudo e, como aconteceu em Indianápolis, se você sentir a oportunidade, se você se sentir competitivo, vá ".

O desafio da corrida noturna

Apesar de sua falta de experiência na pilotagem noturna, Alonso não está muito preocupado com o desafio de pilotar na escuridão.

Mas ele acredita que a principal dificuldade será dominar o corte do tráfego lento durante as horas de escuridão, da qual não tem experiência.

"Ainda é um ponto de interrogação, mas não tenho grandes preocupações porque acho que a pista está bem iluminada aqui", disse. "Eu acho que o tráfego e os GTs durante a noite e como se entender mutuamente serão os principais desafios para mim”.

"Haverá quase 12 horas de pilotagem noturna aqui, então vamos tentar descobrir".

Próxima IMSA matéria
Pruett se aposenta após 24 Horas de Daytona

Previous article

Pruett se aposenta após 24 Horas de Daytona

Next article

Cadillac mantém domínio em Daytona; Alonso é 11º

Cadillac mantém domínio em Daytona; Alonso é 11º
Load comments