Nasr mantém domínio e lidera pré-classificação em Daytona

Felipe Nasr ditou o ritmo na sessão de pré-qualificação para as 24 Horas de Daytona que decide a posição no pit lane e garagens para o fim de semana de corrida

A sessão não tem impacto no grid das 24 Horas de Daytona, que acontece nos dias 27 e 28 de janeiro, mas pode ser considerada como um bom indicador sobre o ritmo de uma volta para a classificação.

E, nesse caso, o Cadillac DP-V.Rs parece muito forte, tendo conquistado as quatro primeiras posições na sessão da tarde. Felipe Nasr, mais rápido do único treino noturno antes da prova, liderou a entrada do # 31 da Action Express, garantindo o primeiro lugar com uma volta de 1m35s806 marcada nos segundos finais, definindo a primeira volta do treino abaixo de 1m36s.

Isso o colocou a 0s231 sobre Tristan Vautier no Cadillac # 90 da Spirit of Daytona, enquanto Filipe Albuquerque era o terceiro no carro # 5 da AXR, à frente de Renger van der Zande.

Os dois Acuras da Penske ficaram em quinto e sexto lugares, com Dane Cameron à frente de Ricky Taylor, enquanto Pipo Derani foi o melhor dos Nissan DPis em sétimo lugar, 1s439 atrás. Harry Tincknell, no Mazda da Team Joest, ficou em oitavo.

O melhor dos Orecas foi Alex Brundle em nono lugar, logo à frente da Miller Motorsports de Simon Trummer - com 1s517 fechando o top 10.

Fernando Alonso foi o 12º mais rápido dos 20 protótipos no Ligier JS P217 da United Autosports com uma volta de 1m37s515.

GT Le Mans

O piloto da Jet Ganassi Racing Ford GT, Joey Hand, estabeleceu o ritmo no GTLM, garantindo o primeiro lugar com uma volta de 1m43.610s.

Isso relegou seu colega de equipe Ryan Briscoe o segundo melhor tempo com um tempo apenas 0s030 mais lento do que Hand. Briscoe posteriormente melhorou seu tempo para um 1m43s766, mas não foi suficiente.

No minuto final, Earl Bamber colocou o Porsche # 912 em quarto, 0s278 mais lento, e à frente do segundo Corvette de Antonio Garcia.

Alessandro Pier Guidi foi sexto, com a Ferrari 488 GTE da Risi Competizione, com os dois novos BMW M8s de Alexander Sims e John Edwards em sétimo e oitavo.

GT Daytona

Mirko Bortolotti foi mais rápido na qualificação do GTD, com o tempo de 1m47s374 no Lamborghini Huracan # 11 da Grasser e aproximando-se de melhorar, depois de um primeiro e segundo setores mais fortes, mas terminando 0s02 mais lento.

Sua volta anterior foi rápida o suficiente para vencer Andy Lally no Magnus Racing Audi R8 LMS para o segundo lugar em 0.062s. Atrás, Pat Long melhorou em sua última volta para 1m47s481 no Porsche # 58 da Wright Motorsports para garantir o terceiro lugar.

Alvaro Parente foi o quarto mais rápido no Acura NSX # 86 da Michael Shank Racing, à frente de Ryan Eversley na versão HART-run.

O ex-piloto da IndyCar Jack Hawksworth foi o sexto mais rápido no Lexus RCF da 3GT, 0s317 mais lento.

Foi uma sessão apertada para o GTD, com apenas um segundo separando o primeiro do 18º colocado, Jens Klingmann com a BMW M6 da BMW Motorsport.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IMSA
Evento Daytona January testing
Pista Daytona International Speedway
Tipo de artigo Relato de testes