Senna, 15º em Daytona: “O acerto não funcionou”

Bruno Senna se queixou do comportamento de seu protótipo após o treino classificatório para as 24 Horas de Daytona, prova que acontece neste fim de semana, nos Estados Unidos.

O brasileiro, que integra a equipe do #32 da United Autosports, fechou a classificação com o 15º lugar, mais de 2s atrás do pole position, Renger van der Zande.

Senna também ficou duas posições e 1s1 atrás de Fernando Alonso, que guia o outro protótipo da equipe.

Parceiro de Paul di Resta, William Owen e Hugo de Sadeleer, Senna destacou que os ajustes de seu Ligier JS P217 não estão trazendo os efeitos desejados.

“Está muito difícil. O acerto não funcionou. Vamos precisar de consistência na corrida, mas este não é um carro fácil de pilotar. Falta tração, grip [aderência], e o carro é sempre muito arisco. Não dá confiança”, explicou.

Para a prova, porém, Senna deixa o cenário em aberto, uma vez que é possível enfrentar mudanças em uma corrida de 24 horas. “O negócio é se manter na pista e ver o que acontece”, disse.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IMSA
Evento 24 Horas de Daytona
Pista Daytona International Speedway
Pilotos Bruno Senna
Tipo de artigo Últimas notícias