Mikhail Aleshin perde lugar na Schmidt Peterson

Russo não voltará a guiar carro #7 neste ano. Comunicado foi feito pelo próprio time

Mikhail Aleshin perdeu a vaga na Schmidt Peterson ainda para este ano. O russo chegou em cima da hora à corrida de Road America, devido a problemas de visto, foi retirado da prova de Toronto e retornou ao time na última corrida, em Mid-Ohio.

Um comunicado oficial da equipe de propriedade de Sam Schmidt e Ric Peterson atestou:

"Mikhail Aleshin, piloto da SMP Racing, não retornará ao Honda # 7 no restante da temporada de 2017 da Verizon IndyCar Series."

"A Schmidt Peterson Motorsports e SMP Racing concordaram que o piloto russo se concentrará no design e desenvolvimento do novo carro BR1 LMP1."

"Aleshin é o principal piloto da SMP Racing, que trabalha no novo protótipo BR1 na LMP1, que se prepara para sua primeira sessão de testes no futuro próximo. Projetado pela empresa russa BR Engineering, em cooperação com a Dallara, a equipe BR1 da SMP Racing estreará no WEC em 2018."

"Nenhuma entrevista será permitida pela Schmidt Peterson Motorsports neste momento".

O anúncio vem apenas 10 dias antes do primeiro aniversário do fim de semana mais convincente de Aleshin em suas duas temporadas e meia na IndyCar. No ano passado, em Pocono, o russo foi o pole e terminou em segundo lugar, atrás de Will Power.

Sebastian Saavedra, que substituiu Aleshin em Toronto, é considerado um dos favoritos para ocupar o lugar. Outro candidato é Oriol Servia, que testou o novo carro da IndyCar de 2018, representando a Honda.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Pilotos Mikhail Aleshin
Equipes Schmidt Peterson Motorsports
Tipo de artigo Últimas notícias