Após lutar por vitória, toque com Power tirou as chances de Kanaan no Texas

Brasileiro da KV Racing terminou em 11º e, após a prova, foi até o box da Penske conversar sobre o ocorrido

Kanaan na prova do texas

A corrida parecia que não seria boa para Tony Kanaan. Em sua primeira parada nos boxes durante aprova do Texas, o baiano da KV Racing encontrou dois tipos de problemas: seu macaco não levantava o carro e uma pistola pneumática de um dos mecânicos não aparafusava a roda. Confusão generalizada.

Após a bagunça, Tony perdeu algumas posições, mas lentamente foi recuperando-as durante a corrida. Seu ápice chegou à terceira posição na última bandeira amarela. Mas na relargada, quando tinha um equipamento capaz de passar os líderes Briscoe e Power, uma fechada de porta do líder do campeonato fez com que o brasileiro tivesse o bico do carro avariado, o obrigando a parar mais uma vez nos boxes.

Voltas depois Power seria punido com uma passagem pelos boxes por causa da atitude. No retorno à pista, Tony estava voando e era o piloto mais rápido da prova, mas com uma volta atrás não pôde fazer nada.

O brasileiro comentou após a corrida que chegou a falar com o australiano da Penske sobre o ocorrido.

"Will Power me bloqueou. Conversamos muito sobre segurança, e isso não foi legal da parte dele. Fui falar com ele após a corrida e conversamos sobre o caso. Tive uma noite movimentada, foi uma pena o que aconteceu, tinha um carro muito bom e esperávamos mostrar uma boa corrida para os fãs", disse Kanaan, o 11º na prova deste sábado no Texas.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Tipo de artigo Últimas notícias