Barrichello e Kanaan, os grandes piadistas da Fórmula Indy

Amigos, brasileiros viram motivo de gargalhadas em quase todas as entrevistas coletivas da categoria nesta temporada

Barrichello e Kanaan: diversão garantida (e já tradicional) nas entrevistas

Já virou tradição. Entrevista coletiva com Rubens Barrichello e Tony Kanaan é garantia de piadas dos pilotos e gargalhadas dos jornalistas.

Não foi diferente depois da Indy 500 na tarde de domingo, quando os dois e Scott Dixon falaram por cerca de 30 minutos. “Estou aqui porque fui o melhor rookie da corrida”, afirmou Barrichello numa resposta que tangenciou a questão da idade dos pilotos.
 
“O rookie mais velho que nós já vimos aqui”, rebateu no ato Tony, garantindo a alegria dos presentes.
 
Mesmo quando foi abordado um tema triste –a ausência de Dan Wheldon permeou grande parte das perguntas aos três primeiros na prova–, o piloto do carro #11 teve sacadas bem-humoradas.
 
“Aonde quer que ele esteja, tenho certeza que o Dan está feliz. O Dario, o Scott e eu éramos os três melhores amigos dele aqui. Com certeza o Dan estaria dando um tapinha nas costas do Dario agora, me chamando de vacilão.... E dando risada do Sato!”
 
Sobre a manobra do japonês, que viu de camarote, o piloto baiano também mostrou seu lado piadista. “Acho que foi um erro de novato e deve ficar por algum tempo na cabeça dele. Mas era o final da corrida”, disse ele, de forma séria. “Quando eu vi a manobra pensei “hum não parece bom”.... Depois pensei 'opa, parece que vai sim ser bom sim.... bom para mim'!.” 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Tipo de artigo Últimas notícias