Brown: Dixon e Newgarden seriam competitivos na F1

Diretor executivo da McLaren compara neozelandês a Fernando Alonso, mas aponta para as dificuldades de transição com as regras atuais da F1

Diretor executivo da McLaren, Zak Brown descreveu o tetracampeão da Indy Scott Dixon e o atual detentor do título da categoria, Josef Newgarden, como “talentos excepcionais”, inclusive comparando o neozelandês a Fernando Alonso.

Brown compareceu às atividades das 24 Horas de Daytona para supervisionar a sua equipe, United Autosports, na abertura da temporada da IMSA.

Questionado em uma coletiva sobre quais pilotos da Indy gostaria de ver em um carro de F1, Brown mostrou discordar do chefe da Haas, Gunther Steiner, que afirmou que não há americanos preparados para brilhar na F1.

“O maior desafio é a falta de testes. Há apenas oito testes de pré-temporada e tudo com um carro só, então é preciso revezar os pilotos. Tirar um dia dos quatro de Fernando [Alonso] e dos quatro de Stoffel [Vandoorne] não faz sentido”, explicou.

“Então, até que essa regra mude, será difícil para um piloto de fora do círculo da F1, ou F2, chegar à F1, porque eles têm uma grande desvantagem.”

“O sistema não te permite trazer alguém de fora, então acho que é ótimo que a Toro Rosso tenha trazido alguém como Brendon Hartley, porque há um risco com a decisão – mesmo que ele conheça todas aquelas pistas.”

“Especificamente, acho que Josef Newgarden é um talento excepcional, e Scott Dixon é um talento excepcional.”

Brown acrescentou que não acredita na ideia de que um piloto seja velho demais para aprender novas habilidades e andar rápido, comparando Dixon, de 37 anos, a Alonso.

“Acho que o que acontece com os pilotos é que eles, em algum momento, perdem motivação. Então, se você olhar para alguém como Michael Schumacher, ele era muito competitivo até seus 40 anos.”

“Se ele não tivesse ficado aqueles anos fora, ele talvez não perderia aqueles últimos décimos de atraso que ele teve [em seu retorno]. E ele estava em seus 40 anos.”

“Fernando tem o mesmo tipo de dedicação. Acho que Fernando está guiando tão bem como sempre guiou, e ele fará 37 anos neste ano. Não acho que o cronômetro vai ficar mais lento.”

“Alguém como Scott Dixon me lembra de Fernando: ele está extremamente em forma, é muito dedicado, é tão rápido como sempre foi e acho que ele seria competitivo em um carro de F1.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar , Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso , Scott Dixon , Josef Newgarden
Tipo de artigo Últimas notícias