Carro da Indy de 2019 deve ser definido até agosto

compartilhar
comentários
Carro da Indy de 2019 deve ser definido até agosto
David Malsher
Por: David Malsher , US Editor
Traduzido por: Daniel Betting
13 de jun de 2018 12:27

Presidente de competição da IndyCar disse que categoria ouvirá equipes para saber o que gostariam de ver incorporado no pacote Dallara

Jay Frye, presidente de competição e operações da IndyCar, disse ao Motorsport.com que as áreas de potencial desenvolvimento das equipes serão definidas “em agosto, no mínimo - talvez mais tarde do que isso”.

“Falamos sobre quais caixas estamos abrindo no carro para as equipes desenvolverem. E cerca de três quartos do caminho durante a temporada, vamos conversar com as equipes como sempre fazemos e perguntar qual ajustabilidade eles não têm no carro no momento que eles gostariam, daqui para frente, para obter mais potencial disso.”

Frye e Bill Pappas, vice-presidente de competição e engenharia de corrida da Indy, confirmaram que também ouvirão as opiniões das equipes sobre o que eles gostariam de ver incorporado como parte do pacote Dallara em 2019, além de áreas para modificações das equipes.

"Sim, existem mudanças que você pode fazer em toda a linha", disse Frye. “Se você olhar para a asa traseira no carro para circuitos ovais, por exemplo, é menor do que nos desenhos originais, porque quando fizemos os primeiros testes, descobrimos que precisava ser diminuído para reduzir o arrasto. Então, há coisas que podemos fazer conforme avançamos, se uma peça não está funcionando como pretendíamos.”

“Primeiro de tudo, temos que respeitar o que Dallara está fazendo por nós como parceiros da categoria. Mas nós vamos pegar informações e sugestões das equipes. Mas até agora ainda não ouvimos das equipes quais mudanças gostariam que a Dallara fizesse no ano que vem. Alguns deles querem seguir o seu próprio caminho em certas áreas, alguns estão satisfeitos com o modo como este pacote já se desenrolou e com o nível de [personalização] que eles já podem fazer - por exemplo, com programas de choque e amortecimento”, completou Pappas.

“Pessoalmente, eu acho que áreas devem ser especificadas e quais áreas podem ser abertas para o próximo ano é algo que não pode ser totalmente definido até vermos como esse carro, este aerokit, reage em cada pista que vamos. Então é por isso que pode ser que a decisão final deverá ser tomada depois da temporada.”

Pappas também confirmou que na especificação do aerokit de Pocono deste ano será possível ver a IndyCar retornando com as variações de asa traseira vistas em Indianápolis.

Próxima IndyCar matéria

Sobre esta matéria

Categoria IndyCar
Autor David Malsher
Tipo de matéria Últimas notícias