Castroneves prevê voltas a 378 km/h em Indianápolis em 2021

compartilhar
comentários
Castroneves prevê voltas a 378 km/h em Indianápolis em 2021
25 de mai de 2018 21:03

Piloto da Penske acredita que as velocidades de pole das 500 Milhas de Indianápolis podem ultrapassar os 235 mph, quando a Indy apresentar seu novo motor, que deve produzir mais de 900 cavalos

Ed Carpenter, Ed Carpenter Racing Chevrolet, Simon Pagenaud, Team Penske Chevrolet, Will Power, Team Penske Chevrolet pose for front row qualifying photos
Ed Carpenter, Ed Carpenter Racing Chevrolet poses for front row qualifying photos
Helio Castroneves, Team Penske Chevrolet
Oriol Servia, Scuderia Corsa with RLL Honda
Josef Newgarden, Team Penske Chevrolet

Helio Castroneves foi o oitavo mais rápido no quali das 500 Milhas de Indianápolis, com uma média de 228 mph. Ed Carpenter estabeleceu a sua terceira pole na prova, depois de ter feito 230 mph nas suas quatro voltas de classificação.

O novo motor da Indy está programado para apresentar um V6 twin-turbo de 2.4 litros com uma meta inicial de 900 cavalos, aumentando potencialmente até 1.000cv até 2026, após o desenvolvimento ano após ano.

A Indy usou motores turboalimentados de 2.2 litros, produzindo entre 550-700 bhp desde que mudou para o chassi DW12 no início da temporada 2012.

"Quando você está falando de 900 cavalos de potência, definitivamente 230 mph provavelmente será o meio de grid", disse Castroneves. "Você vai começar a falar sobre 234, 235. É muita coisa.”

“Isso mudará a maneira como você se apresenta aqui com certeza.”

Arie Luyendyk, duas vezes vencedor da Indy 500, detém o recorde de classificação no Indianapolis Motor Speedway, em 1996, com um recorde de 237.498mph e uma média recorde de 236.986, com quatro voltas.

As velocidades de classificação estavam na faixa de 220 mph de 2004 a 2013, até que Ed Carpenter quebrou a barreira de 230 mph em 2014. Esta barreira foi vencida duas vezes em três anos, de 2015 a 2017.

O desenvolvimento do novo motor faz parte da campanha da Indy para atrair um terceiro fabricante para a série.

Os testes com o novo motor começarão no verão de 2020, antes de sua estreia na temporada de 2021.
A Indy 500 é a segunda corrida de Castroneves no ano, depois de se mudar para a IMSA SportsCar Championship pela Penske em 2018.

Ele se juntou ao time em 2000 e foi o primeiro dos pilotos de Roger a atingir a marca de 30 vitórias.
"Eu disse isso antes, eu deveria ter ficado por aqui", disse Castroneves. "Eu, definitivamente, vou ficar por aqui. Eu vou fazer amigos, continuar com a Penske, espero.”

"Mas sem dúvida, é uma ótima oportunidade."

Por Lucas Chillingsworth

Próxima IndyCar matéria
VÍDEO: Os números da Indy 500

Previous article

VÍDEO: Os números da Indy 500

Next article

ESPECIAL: A carreira e o legado de Danica Patrick

ESPECIAL: A carreira e o legado de Danica Patrick

Sobre esta matéria

Categoria IndyCar
Evento Indy 500
Localização Indianapolis Motor Speedway
Tipo de matéria Últimas notícias