Dixon vence a primeira em Houston e encosta em Helinho, que abandonou

Piloto da Ganassi dominou maior parte da prova e agora está a apenas 8 pontos do brasileiro. Simona chegou em 2º

Deu tudo errado para o brasileiro Helio Castroneves neste sábado em Houston. O piloto da Penske teve problemas no câmbio de seu carro e abandonou a corrida. Para piorar, seu grande rival na briga pelo título, Scott Dixon, venceu a etapa e descontou  41 dos 49 pontos que o separavam de Helinho antes do final de semana.

Agora, o brasileiro tem apenas oito pontos de vantagem (513 a 505) para o piloto da Ganassi, faltando duas etapas para o final do campeonato – a primeira delas amanhã mesmo, em Houston.

O outro brasileiro na Indy, Tony Kanaan, também abandonou com problemas no câmbio, mas viu sua companheira Simona de Silvestro conquistar um surpreendente segundo lugar, após resistir nas voltas finais à pressão de Justin Wilson. Simon Pagenaud, que ainda tem remotas chances de título, foi o quarto e Josef Newgarden, o quinto.

O final de semana em Houston tem sido marcado por algumas confusões. Depois de uma sexta-feira conturbada, devido a um problema numa chicane, o treino classificatório para a primeira prova em Houston foi disputado poucas horas antes da corrida e a pole ficou Takuma Sato, seguido por Power e Dixon , com Helinho apenas na 21ª posição.

Após uma largada abortada, por falha no carro de Charlie Kimball, a segunda saída também teve problemas. James Hinchcliffe ficou parado na pista e foi acertado por Ed Carpenter. Diferente do que ocorre usualmente na Indy, em Houston, a largada não foi lançada. Na frente, os três primeiros mantiveram suas posições e Tony Kanaan ganhou uma antes da bandeira amarela ser acionada, pulando da 13ª para a 12ª posição.  Helinho também subiu duas posições, com os problemas de Charlie Kimball e Hinchcliffe.

Durante a bandeira amarela, o líder Takuma Sato resolveu parar no boxes e Power foi para a ponta, seguido por Dixon. O australiano manteve a primeira posição na relargada, seguidos por Pagenaud, Simona de Silvestro e EJ Viso. Com dificuldade para ganhar posições, Helinho resolveu tentar na base da estratégia, parando para reabastecer na volta 13. Já Tony Kanaan, com problemas, perdeu a freada na volta 18 e ficou parado na área de escape. O brasileiro ainda foi aos boxes, mas era fim de prova.

E o dia não estava bom mesmo para os brasileiros. Três voltas depois foi a vez de Helio Castroneves ter problema no câmbio e voltar aos boxes. A equipe ainda tentou consertar, mas Helio perdeu muitas voltas em relação ao líder.

Enquanto isso, Simona de Silvestro partia para cima de Simon Pagenaud e conquistava a terceira posição. Power mantinha a ponta, 2 segundos à frente de Dixon. O neozelandês fez sua primeira parada na volta 35 das 90 previstas e o australiano foi para o pit na volta seguinte. Quando retornou, Dixon já estava na frente.

Na volta 39, Dario Franchitti rodou e a segunda bandeira amarela da prova foi acionada. Alguns pilotos aproveitaram para ir aos boxes, mas os líderes continuaram na pista. Dixon e Power mantiveram as posições após a bandeira verde, mas Simon Pagenaud perdeu a terceira posição para Luca Filippi e depois foi superado por Bourdais e Simona. O francês recuperou a posição da piloto da KV algumas voltas mais tarde, enquanto Dixon abria mais de 2,5 segundos para Power.

Além de Tony e Helio, Ryan Hunter-Reay também apresentou problemas no câmbio e foi para os boxes na volta 57. Oito voltas depois, Scott Dixon foi para sua segunda e última parada, mas Power permaneceu na pista. Enquanto a Ganassia trabalhava, Oriol Servia parou no meio da pista e a bandeira amarela foi acionada em todo o circuito. Muitos pilotos aproveitaram para ir aos boxes, mas Will Power permaneceu na pista, em primeiro. Dixon era o terceiro, atrás de Luca Filippi, que também preferiu não parar.

Na relargada, Simona voltou a atacar Pagenaud e assumiu a quarta posição. Logo na sequência, Takuma Sato acertou a proteção de pneus e, após nova bandeira amarela, Power e Filippi foram aos boxes e deixaram o primeiro lugar com Dixon, com Simona em segundo. Mal foi acionada a bandeira verde e Helinho, que estava 9 voltas atrás, mas lutava pra aumentar seus pontos, ficou parado na pista, provocando nova amarela.

Dixon manteve a ponta após a bandeira verde a abriu boa vantagem para Simona que tinha dificuldades em segurar Justin Wilson. No entanto, uma bandeira amarela a duas voltas do final, após acidente com Mike Conway, acabou com a disputa e garantiu Dixon, Simona e Wilson no pódio.

A segunda corrida do fim de semana em Houston e penúltima etapa do campeonato, será disputada neste domingo e terá transmissão da BandSports a partir das 14h.

Classificação da prova:

1) Scott Dixon 
2) Simona De Silvestro 
3) Justin Wilson 
4) Simon Pagenaud 
5) Josef Newgarden 
6) James Jakes
7) Graham Rahal 
8) Sebastien Bourdais 
9) E.J. Viso 
10) Luca Filippi (R) 
11) Charlie Kimball 
12) Will Power 
13) Marco Andretti 
14) Sebastian Saavedra 
15) Dario Franchitti 
16) Mike Conway 
17) Takuma Sato 
18) Helio Castroneves 
19) Oriol Servia 
20) Ryan Hunter-Reay 
21) Tony Kanaan 
22) Tristan Vautier (R) 
23) Ed Carpenter 
24) James Hinchcliffe  

Classificação do campeonato: 

1) Helio Castroneves – 513 pontos
2) Scott Dixon – 505
3) Simon Pagenaud – 463
4) Marco Andretti – 447
5) Ryan Hunter-Reay – 437
6) Justin Wilson – 428
7) Dario Franchitti – 403
8) Will Power – 391
9) James Hinchcliffe – 382
10) Charlie Kimball – 382

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Tipo de artigo Últimas notícias