Grupo anti-Hillary Clinton quer patrocinar carro na Indy 500

Com crowdfunding, grupo quer colocar carro com layout contra candidatura da ex-primeira dama

Parece até mentira, mas não é. Um grupo de pessoas quer usar a centésima edição das 500 Milhas de Indianápolis de palanque político contra a candidatura da democrata Hillary Clinton, mulher do ex-presidente dos EUA, Bill Clinton.

Um grupo de fãs de esporte a motor sem nome baseado em Indianápolis se reuniu sob o título "Não a Hillary em 2016". Eles querem por meio de um crowdfunding financiar um carro para a Indy 500 deste ano. Para contribuir, o fã pode entrar no site do grupo.

De acordo com um dos integrantes, a equipe que correria sob o "No Hillary In 2016" já competiu na Indy 500. Segundo o site norte-americano Road & Track, seria a escuderia Fan Force United, que participou em 2012 da Indy 500 com o ex-piloto de Fórmula 1 Jean Alesi. Na ocasião, por correr de motor Lotus, o francês foi obrigado a desistir da prova logo no início pela falta de performance do propulsor e foi classificado em último.

Em meio a citações de George Washington e Ronald Reagan, o site anti-Clinton afirma que "Hillary Clinton representa tudo o que está errado com o nosso país (EUA) hoje”.

Lançado na semana passada, o objetivo do grupo é conseguir US$ 999.999 dólares em fundos. Até o momento desta publicação, o site tem apenas US$ 840.

São proibidas contribuições de estrangeiros ou entidades. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Tipo de artigo Últimas notícias