James Hinchcliffe levou Greg Moore de volta a Indianápolis

Segundo colocado no grid da Indy 500, canadense ficou com a menor margem de diferença da história para o pole: 0.003 mph

Hinchcliffe com as luvas de Greg Moore

Segundo colocado no grid com a menor diferença para o pole nos mais de 100 anos de história da Indy-500 (0s0023), o canadense James Hinchcliffe levou seu compatriota Greg Moore de volta à principal corrida da Fórmula Indy.

Assim que saiu do carro#27, o piloto exibiu uma luva vermelha que, aparentemente, nada tinha a ver com seu macacão e o verde do veículo.

A peça era usada e autografada por Moore, campeão da Indy Lights em 1995 e que morreu num acidente na F-Indy em Fontana (1999) aos 24 anos de idade.

Sobre o quão próximo esteve do lugar de honra na largada, Hinchcliffe afirmou que qualquer brisa ou sombra na pista pode ter sido responsável por separar seu tempo da marca registrada por Ryan Briscoe.

Ele agora espera ter melhor sorte na corrida deste domingo e se tornar o segundo canadense na história a triunfar em Indianápolis, feito até hoje obtido apenas pelo campeão da F-1 Jacques Villeneuve na prova de 1995.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Tipo de artigo Últimas notícias