Leist: Novo carro da Indy está mais perto do da Indy Lights

Novato da AJ Foyt Racing acredita que vai se adaptar mais rápido com o novo aerokit universal, já que está mais perto em downforce do carro Indy Lights, que ele correu com sucesso pela Carlin em 2017

Apesar de ser novo na Indy Lights no ano passado, Matheus Leist conseguiu três vitórias e duas poles no caminho da quarta colocação no campeonato, e acredita que esta experiência servirá à medida que ele se gradua na Indy.

O brasileiro esteve nos testes em Sebring na quarta e quinta-feira desta semana, e afirmou que os carros de 2018 estão "um passo mais perto" do Indy Lights Dallara IL15.

"O kit aero antigo tinha muita força que provavelmente levaria muito tempo para me acostumar com isso. Este novo aerokit é algo que não levará tanto tempo para me adaptar, porque é muito mais próximo do carro da Indy Lights.”

"Eu já estou me sentindo confortável com este carro. A maior diferença é o freio. O carro da Indy tem os freios de carbono, o que é uma grande diferença para mim.”

"Tudo é muito novo para mim", continuou ele. "O carro é novo, os pneus são novos, nunca fiz nenhum teste com pneus vermelhos, nunca fiz paradas de boxes, nunca corri durante duas horas e a lista continua. Há muitas coisas, é difícil dizer o que eu espero para a primeira corrida, mas tenho certeza que no meio da temporada, tudo estará bem. Não estou me pressionando muito para as primeiras duas corridas, só estou tentando obter o máximo de informações do Tony (Kanaan), A.J. e toda a equipe."

No que foi o primeiro teste de dois carros da AJ Foyt Racing com os novos aerokits, o recém-chegado da equipe, mas o veterano da Indy, Tony Kanaan, fez 146 voltas e descreveu o teste como "muito produtivo."

O campeão de 2004 e vencedor da Indy 500 de 2013 falou: "Havia muito trabalho a ser feito, muitas coisas pequenas e com o novo pacote eletrônico, foi bom que tivéssemos esses dois dias para resolver todos os problemas com os dois carros.”

"Nós temos alguns dias de testes nas próximas duas semanas - Sonoma [5 de fevereiro] e depois em Phoenix [9 e 10 de fevereiro]. Então precisávamos ter certeza de que tudo funcionasse corretamente. Estou muito feliz."

O presidente da equipe, Larry Foyt, declarou: "Fizemos muitos progressos. O primeiro dia foi a nossa primeira experiência com a nova parte eletrônica, que certamente foi um testador de paciência, mas a equipe e os pilotos fizeram um ótimo trabalho ao fazer tudo funcionar sem problemas pela tarde.”

"A partir daí, Tony era um cavalo de batalha e teve que passar por uma grande quantidade de mudanças e itens que estávamos validando de nossos testes na offseason.”

"Para Matheus era mais soma de voltas e experiência do que as mudanças. Ele fez um excelente trabalho e conseguiu acelerar muito rapidamente. Ambos os carros estavam virando boas voltas até o final do teste na quinta-feira, então eu diria que foi um trabalho bem feito."

O lendário A.J. Foyt, proprietário da equipe, disse: "Temos novos pilotos, novos engenheiros, novos mecânicos e carros novos, todos e tudo funcionavam muito bem juntos, então não pude pedir um teste melhor."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Pilotos Matheus Leist
Equipes A.J. Foyt Enterprises
Tipo de artigo Últimas notícias