Melhor novato da Indy 500 de 1972 morre aos 77 anos

compartilhar
comentários
Melhor novato da Indy 500 de 1972 morre aos 77 anos
Por:
28 de dez de 2018 16:00

Mike Hiss morreu após longa batalha com problemas relacionados ao câncer

Mike Hiss terminou em sétimo na sua primeira 500 Milhas de Indianápolis, se tornando o melhor novato da prova, mas também era conhecido por substituir Mark Donohue e Mario Andretti, quando Roger Penske precisava de um substituto rapidamente.

Começando sua carreira pilotando um Triumph TR3 em corridas da SCCA, Hiss progrediu na Fórmula A, Fórmula B e Fórmula 5000 antes de chegar à USAC em 1972. Competindo um Eagle-Offenhauser para uma pequena equipe dirigida por Tom e Mary Page, Hiss terminou em 10º em sua estreia em Phoenix, depois conseguiu o sétimo lugar em Trenton e repetiu o resultado em Indianápolis.

Hiss ficaria em sexto lugar em Pocono antes de receber um telefonema de Roger Penske, pedindo para substituir Mark Donohue, que estava lesionado. Hiss impressionou com a segunda colocação, que o ajudou a chegar em sexto lugar na classificação geral da Indy nesta temporada e, portanto, lhe valeu o título de Novato do Ano também do campeonato.

Hiss conseguiu dois pódios em 1973 guiando para Fred Gerhardt, mas ficou sem assento no início de 1974. No entanto, quando Peter Revson morreu em um acidente em Kyalami, Penske chamou Hiss novamente.

Ele respondeu com um lugar na primeira fila em Indianápolis, e durante a corrida ele estava em quinto, antes de problemas mecânicos o tirá-lo da prova.

Hiss fez duas outras corridas para a Penske naquele verão, ambas no Michigan International Speedway, quando terminou em sétimo em julho e em quarto em setembro.

Sua quarta e última Indy 500 aconteceu em 1975, quando acabou bateu. Mas outra substituição da Penske o colocaria no centro das atenções em 1978. Mario Andretti, competindo parcialmente naquela temporada, enquanto estava focado em ganhar o título da F1 pela Lotus, não conseguiu se classificar para a Indy 500 devido a chuva no primeiro fim de semana de classificação. Como a lenda do automobilismo teve que voltar para a Europa, Hiss seria contratado para colocar Andretti na prova, tendo que largar em 33º e último do grid.

Hiss se aposentou depois disso, trabalhando para a Penske em associação com a Detroit Diesel Allison, e se tornou um visitante regular de provas em Indianápolis da Indy e NASCAR, além de corridas de F1.

Next article
Newey completa 60 anos; confira os 10 melhores carros criados pelo "mago da F1"

Previous article

Newey completa 60 anos; confira os 10 melhores carros criados pelo "mago da F1"

Next article

Felipe Giaffone anuncia saída da Band após dez anos

Felipe Giaffone anuncia saída da Band após dez anos
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria IndyCar
Autor David Malsher