Neozelandês aparece como provável substituto de Kanaan

Vencedor das 24 Horas de Le Mans, Brendon Hartley mantém conversas com Chip Ganassi para disputar a temporada 2018 da IndyCar ao lado do compatriota Scott Dixon

Com a cada vez mais provável saída de Tony Kanaan da Chip Ganassi, que deverá migrar para a A.J. Foyt em 2018, nomes começam a surgir como prováveis substitutos do brasileiro, campeão da IndyCar em 2004 e vencedor da Indy 500 de 2013.

De acordo com a revista norte-americana Racer, um forte candidato é o neozelandês Brendon Hartley, que deverá formar dupla com seu compatriota Scott Dixon, tetracampeão da Indy e candidato ao título desta temporada. Dixon está em segundo no campeonato, apenas três pontos atrás do líder, Josef Newgarden.

A ida do neozelandês para a Ganassi ganha força, uma vez que a equipe pretende disputar a temporada 2018 da Indy com apenas dois carros e deverá dispensar Max Chilton e Charlie Kimball.

Hartley, um dos favoritos do programa de desenvolvimento da Honda, é considerado um piloto de talento comprovado para 2018. Também segundo a publicação, ele chegou perto de assinar com a Schmidt Peterson Motorsports para ser companheiro de James Hinchcliffe.

"Primeiro, se [outro dono] quisesse assinar com ele, poderia ter feito. E, em segundo lugar, Hartley é um dos pilotos com quem conversamos, entre outros", disse Chip Ganassi à revista.

Antes de mudar para carros esportivos como piloto de fábrica da Porsche, em 2014, Hartley parecia traçar um caminho certo para uma carreira na Fórmula 1, com testes na Toro Rosso, Red Bull e Mercedes, no entanto, uma vaga nunca se materializou.

Com as portas da F1 fechadas para ele, Hartley foi para a Porsche e conquistou, ao lado de Earl Bamber e Timo Bernhard, o campeonato de 2015 do WEC. Neste ano, venceu as 24 Horas de Le Mans na categoria LMP1.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Pilotos Tony Kanaan , Brendon Hartley
Tipo de artigo Últimas notícias