Pilotos da Indy rebatem crítica de Massa: "trabalhamos duro"

compartilhar
comentários
Pilotos da Indy rebatem crítica de Massa:
28 de ago de 2018 12:40

Pilotos atuantes nos EUA respondem brasileiro e discordam de tom: “é fácil fazer tudo com orçamento de centenas de milhões”

Presidente da Comissão Internacional de Kart da FIA, Felipe Massa usou o acidente ocorrido com Charles Leclerc no GP da Bélgica do último domingo para defender a implementação do halo e para criticar a Indy, que no domingo anterior viu uma batida séria durante as 500 Milhas de Pocono contundir seriamente o canadense Robert Wickens.

Entre outras coisas, Felipe falou que não vê a IndyCar fazendo muito pela segurança assim como a F1 nos últimos tempos.

Graham Rahal foi um dos mais críticos à atitude de Massa.

“É um pouco mais fácil de fazer as coisas quando seu orçamento é centenas de milhões por ano, e todos os seus chassis são construídos pelas equipes e etc”, iniciou.

“A IndyCar está trabalhando duro, o novo windscreen não vai só funcionar (melhor sob a perspectiva que não teremos áreas abertas), mas será esteticamente melhor.”

“Para correr em ovais, você precisa da visão 100% não obstruída, o halo não oferece isso. Note também que áreas frontais ainda não impedem detritos de entrar no cockpit, o windscreen não deixará isso acontecer.”

“Também não podemos esquecer o enorme impacto que a IndyCar e os nossos médicos, como o Dr. Trammel, tiveram na F1. Na verdade, da última vez que verifiquei, muitos dos pilotos que se machucam ainda vêm para os EUA para ver o Dr. T! A IndyCar fez muita coisa pela segurança do automobilismo internacional.”

Tony Kanaan discordou de Massa, e o próprio piloto respondeu:

 

Dario Franchitti também respondeu a Massa, que rebateu o que o escocês disse.

“Eu não concordo @MassaFelipe19, a IndyCar trabalhou muito e continua a fazendo isso. Dito isso, todos os campeonatos precisam continuar em movimento para tornar as corridas mais seguras”, disse Franchitti.

Já Massa respondeu: “irmão, desculpe dizer, mas o trabalho precisa ser mais duro da IndyCar em melhorias de segurança. Se você ver quantos pilotos se machucaram nos últimos anos... muito poucas mudanças foram feitas para melhorar. Espero que as coisas melhorem no caminho certo para a segurança dos pilotos.”

Atuante no IMSA, o brasileiro Pipo Derani também respondeu à crítica. “Os acidentes em Pocono e Spa na F1 são completamente diferentes e não podem ser comparados”, disse.

“Mas, como exemplo, Pietro Fittipaldi se machucou em um cockpit fechado em uma curva de alta velocidade em um circuito homologado para a F1 (SPA WEC). O trabalho tem que ser feito em todo lugar e não apenas na IndyCar.”

Já Alexander Rossi foi ácido. "Mais um clássico caso de falar antes de pensar", disse o norte-americano que já dividiu pista com Massa na Fórmula 1.

 

Próxima IndyCar matéria
Power acredita ainda estar na briga pelo título da Indy

Previous article

Power acredita ainda estar na briga pelo título da Indy

Next article

Muñoz substitui Wickens na etapa de Portland da Indy

Muñoz substitui Wickens na etapa de Portland da Indy
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1 , IndyCar
Tipo de matéria Últimas notícias