Power tira Dixon da prova e Pagenaud vence em Baltimore

Em 9º, Helinho volta a somar mais pontos que seu principal rival na disputa pelo título. Newgarden e Bourdais fecharam o pódio

As ruas de Baltimore lembraram alguns dos piores dias do trânsito de São Paulo neste domingo. Em prova marcada por vários engarrafamentos, principalmente da segunda metade para o final, Simon Pagenaud conseguiu sua segunda vitória no ano, cruzando a linha de chegada quatro segundos à frente de Josef Newgarden. Sebastien Bourdais completou o pódio.

A etapa mais uma vez ajudou o brasileiro Helio Castroneves, que mesmo chegando na 9ª colocação, aumentou sua vantagem em relação a Scott Dixon. O neozelandês da Ganassi lutava pelos primeiros lugares, quando foi jogado para o muro pelo companheiro de Helinho na Penske, Will Power. Power acabou punido pelo acidente.

Outro adversário do brasileiro na luta pelo título, Ryan Hunter-Reay também abandonou. Já Tony Kanaan vinha em sexto, quando acertou o muro na última volta. Com o resultado, Helinho foi a 501 pontos e abriu 49 de vantagem para Dixon. Simon Pagenaud agora é o terceiro, com 431 pontos.

A 16ª etapa do campeonato da Indy começou já dando mostras de como a corrida seria. Logo na largada, o primeiro engarrafamento, que acabou atrapalhando o brasileiro Helio Castroneves, que a 21ª posição. Hunter-Reay também perdeu várias posições, indo para 19º. Na briga pela ponta, o pole Scott Dixon era superado por Will Power.

Após 10 voltas, Power mantinha aponta, com 1.5s de vantagem para Dixon. Em terceiro vinha Simon Pagenaud, seguido por Newgarden e Justin Wilson. Tony estava na 10ª posição. Três voltas depois, a quebra do carro de Luca Filipi causou uma bandeira amarela e vários pilotos foram aos boxes, entre eles, Helinho. Os líderes, no entanto, permaneceram na pista, assim como Tony, que ganhou uma posição.

A bandeira verde foi acionada apenas na 19ª volta e Will Power manteve a ponta, enquanto Dixon foi superado por Pagenaud. Kanaan também aproveitou para ganhar posições e ficou em 7º. Helinho era o 18º. O brasileiro preferia economizar os push-to-pass e ainda estava com os 10 a que tinha direito. Já Hunter-Reay, que ja havia utilizado 4 deles, escalava o grid e já estava em 10º.

Na volta 29 os primeiros colocados começaram a ir aos boxes para a primeira troca de pneus. Pagenaud que estava em segundo lugar, 7 segundos atrás de Power, foi o primeiro. Hunter-Reay também entrou na mesma volta. Assim como Tony, que antes de parar estava em sexto. Dixon fez sua parada na volta 30 e Power, uma volta depois. Assim, Bourdais assumiu a ponta, seguido por Tristan Vautier, Sebastian Saavedra e Helio Catroneves. Power voltou em 7º, com Dixon em 8º. Sebastien Bourdais parou na volta 40 e Vautier e Helinho também entraram na volta seguinte. Bourdais conseguiu ainda voltar na ponta, seguido por Power e Dixon.

Logo em seguida, Stefan Wilson acertou a barreira de pneus e novo Safety Car foi acionado. Durante a bandeira amarela, Hunter-Reay abandonou, com problemas no carro. A essa altura, Helinho era o 10º, duas posições à frente de Kanaan. Na relargada, Bourdais manteve a ponta, Dixon passou Power. Graham Rahal acabou acertando a traseira de Dixon e os dois rodaram. A pista ficou travada pelos dois carros e quem vinha atrás acabou se envolvendo no acidente. Entre eles, Helinho, que deixou o motor apagar. Dixon ainda conseguiu voltar rapidamente à pista, diminuindo seu prejuízo, ficando em quinto lugar. Nova bandeira amarela, com Bourdais na ponta, seguido por Rahal, Power, Servia e Scott Dixon. Helinho voltou em 17º, enquanto Tony permanecia em 12º.

A bandeira verde foi acionada na volta 52, mas na relargada novo acidente. Em manobra infeliz, Will Power fechou Scott Dixon e jogou o piloto da Ganassi no muro. Bom para o companheiro de Power na Penske, o brasileiro Helio Castroneves que se aproxima cada vez mais do título. Na disputa pela liderança da prova, Rahal assumia a ponta, ao passar Bourdais.

Na relargada Bourdais rodou na saída da curva 1. O francês conseguiu retornar ao trilho, mas causou novo engarrafamento e bandeira amarela. Ele e Rahal aproveitaram para parar nos boxes e Marco Andretti assumiu a ponta, com Tony Kanaan em segundo. Helinho já era o sexto.

Faltando 15 voltas para o final, Andretti manteve a ponta na relargada, seguido por Tony. Na volta seguinte, porém, o brasileiro foi ultrapassado por Simon Pagenaud. Lá atrás, mais um acidente e engarrafamento, envolvendo vários carros.

A relargada aconteceu a 8 voltas do final. Marco Andretti manteve a ponta, mas logo na volta seguinte foi superado por Pagenaud. Andretti e Kanaan perderam rendimento e foram superados por Newgarden, Bourdais e Justin Wilson. Simona também passou Tony a assumiu a sexta colocação. Os dois companheiros da KV ainda ganharam a posição de Marco, enquanto Helinho caía para a 11ª posição. Os três primeiros não tivaram problema em manter suas posições, mas um pouco mais atrás, o brasileiro Tony Kanaan acertou o muro, momentos antes de Pagenaud cruzar a linha de chegada em primeiro.

Resultado do GP de Baltimore

1º Simon Pagenaud (FRA/Schmidt Hamilton-Honda)
2º Josef Newgarden (EUA/Fisher Hartman-Honda)
3º Sebastien Bourdais (FRA/Dragon-Chevrolet)
4º Justin Wilson (ING/Dale Coyne-Honda)
5º Simona De Silvestro (SUI/KV-Chevrolet)
6º Charlie Kimball (EUA/Chip Ganassi-Honda)
7º James Hinchcliffe (CAN/Andretti-Chevrolet)
8º Sebastian Saavedra (COL/Dragon-Chevrolet)
9º Helio Castroneves (BRA/Penske-Chevrolet)
10º Marco Andretti (EUA/Andretti-Chevrolet)
11º Tristan Vautier (FRA/Schmidt-Peterson Honda)
12º Oriol Servià (ESP/Panther-Chevrolet)
13º Ernesto Viso (VEN/Andretti-Chevrolet)
14º Ed Carpenter (EUA/Carpenter-Chevrolet)
15º Tony Kanaan (BRA/KV-Chevrolet)
16º Stefan Wilson (ING/Dale Coyne-Honda)
17º Graham Rahal (EUA/RLL-Honda)
18º Will Power (AUS/Penske-Chevrolet)
19º Scott Dixon (NZL/Chip Ganassi-Honda)
20º Ryan Hunter-Reay (EUA/Andretti-Chevrolet)
21º Dario Franchitti (ESC/Chip Ganassi-Honda)
22º Luca Filippi (ITA/BHA-Honda)
23º James Jakes (ING/RLL-Honda)
24º Takuma Sato (JAP/A. J. Foyt-Honda)

Classificação do campeonato:

1) Helio Castroneves, 501 pontos
2) Scott Dixon, 452
3) Simon Pagenaud, 431
4) Marco Andretti, 430
5) Ryan Hunter-Reay, 427

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Tipo de artigo Últimas notícias