Power vence pelo segundo ano seguido em Pocono

Tony Kanaan ficou em quinto e Helio Castroneves saltou de 20º do grid para chegar em sétimo

Vencedor do GP de Pocono de 2016, Will Power repetiu a dose neste domingo e venceu a prova disputada no veloz trioval da Pensilvânia, 14ª etapa da temporada 2017 da IndyCar. A segunda posição ficou com Josef Newgarden, seguido por Alexander Rossi, em terceiro.

Com o resultado, Newgarden segue na liderança da competição, agora com 494 pontos, 18 à rente de Scott Dixon, novo vice-líder do campeonato.

Entre os brasileiros, Tony Kanaan, que largou em quarto e chegou a liderar a prova, recebeu a bandeirada na quinta posição. Já Helio Castroneves, que no treino classificatório de sábado bateu forte no muro da curva 1 e largou da 20ª posição, fez uma boa corrida de recuperação e terminou a corrida em sétimo.

A próxima etapa da Indy está marcada para a noite do próximo sábado (26), no circuito oval de Gateway, que não recebe a categoria desde 2003, quando Helio Castroneves foi o vencedor.

A corrida

Pole position da prova, Takuma Sato, que em maio entrou para a história do automobilismo ao se sagrar o primeiro japonês a vencer uma edição das 500 Milhas de Indianápolis, não conseguiu segurar a ponta e perdeu a liderança para Tony Kanaan, quarto do grid.

Helio Castroneves, que bateu forte durante o treino classificatório e saiu da 20ª posição, fez uma excelente largada e saltou para o 11º posto. Enquanto isso, Sato perdia posições e na décima volta já estava em 11º.

Entre os líderes a disputa seguia acirrada. Na 12ª volta, o vencedor da 100ª edição da Indy 500, Alexander Rossi, colocou por dentro de Kanaan e tomou a liderança do brasileiro, que era seguido de perto pelo vencedor de Pocono em 2016, Will Power.

Na 22ª volta, Esteban Gutierrez, que estava na 11ª posição, deu um toque no muro, deixou alguns pedaços da asa traseira de seu carro na pista e causou a primeira bandeira amarela da prova.

Com a janela para troca de pneus e reabastecimento aberta, todos foram para os pits. Trabalhando melhor que a Ganassi de Kanaan, a Penske conseguiu devolver Power na segunda posição.

Na relargada, autorizada na 27ª volta, Tony Kanaan foi para cima, supera Power, Rossi para reassumir a liderança, que só durou duas voltas. O brasileiro acabou ultrapassado por Scott Dixon, vencedor da etapa de Pocono de 2013.

Com 50 das 200 voltas previstas completadas, Dixon seguia na ponta, mas era seguido de perto por Alexander Rossi, apenas 0s3 atrás.

Um pouco mais atrás, o atual campeão da Indy, Simon Pagenaud, que largou da segunda posição, mas perdeu postos no começo da corrida e chegou a ficar em oitavo, se recuperou e na 66ª volta já estava em quinto.

Com 96 voltas completadas, o então líder, Scott Dixon, começou a sentir que precisava economizar combustível e permitiu a passagem de Alexander Rossi. Pouco depois, foi superado por Ryan Hunter-Reay, que atacou Rossi e abriu a segunda metade da corrida na liderança. Com tráfego de retardatários começando, Rossi conseguiu retomar a ponta.

Na 116ª volta, Sebastian Saavedra, que substituiu Mikhail Aleshin na Schmidt Peterson, tocou no muro e causou a segunda bandeira amarela da 14ª etapa da temporada 2017 da Indy. Como já havia feito sua parada para reabastecimento e troca de neus, Hunter-Reay reassumiu a liderança.

 

Na relargada, autorizada na relargada, autorizada na 123ª volta, Tony Kanaan e Graham Rahal protagonizaram uma bela disputa pela liderança, vencida pelo brasileiro, que voltou à liderança.

Duas voltas mais tarde, James Hinchcliffe e JR Hildebrand se tocaram, bateram no muro e causaram a terceira entrada do carro de segurança na pista da Pensilvânia.

 

Na relargada, autorizada na 134ª volta, Rahal e Kanaan mais uma vez travaram uma boa disputa pela liderança e começaram a se revezar na ponta, em uma batalha que durou emocionantes 17 voltas.

Faltando 39 voltas para o final da prova, Will Power, que se segurou na pista e foi o último a entrar para reabastecer e trocar pneus, voltou para a pista na liderança, pouco mais de quatro segundos à frente do segundo colocado, Tony Kanaan. O brasileiro não segurou a pressão de Scott Dixon e acabou ultrapassado pelo neozelandês e por Alexander Rossi.

Mesmo precisando fazer mais uma parada, Power conseguiu segurar a ponta, mas a dez voltas do final passou a ser perseguido por Josef Newgarden e Alexander Rossi, que começaram uma caça ao australiano, que conseguiu segurar a pressão para vencer pela terceira vez em 2017. Newgarden ficou em segundo e Alexander Rossi foi o terceiro.

O resultado da corrida:

Cla #PilotoVoltasTempoGapIntervaloMphPitsMotivo do abandonoPontos
1   12 australia Will Power  200              
2   2 united_states Josef Newgarden  200 0.5268            
3   98 united_states Alexander Rossi  200 0.7112            
4   1 france Simon Pagenaud  200 0.8770            
5   10 brazil Tony Kanaan  200 2.9056            
6   9 new_zealand Scott Dixon  200 3.3544            
7   3 brazil Helio Castroneves  200 3.7273            
8   28 united_states Ryan Hunter-Reay  200 4.0833            
9   15 united_states Graham Rahal  200 4.6884            
10   14 colombia Carlos Munoz  200 6.9330            
11   27 united_states Marco Andretti  200 9.4607            
12   20 united_states Ed Carpenter  200 10.4503            
13   26 japan Takuma Sato  200 11.2388            
14   4 united_states Conor Daly  200 19.8050            
15   88 colombia Gabby Chaves  200 20.6790            
16   83 united_kingdom Charlie Kimball  200 24.4523            
17   19 united_arab_emirates Ed Jones  200 25.0689            
18   8 united_kingdom Max Chilton  129 71 laps         Problema mecânico  
19   21 united_states J.R. Hildebrand  124 76 laps         Acidente  
20   5 canada James Hinchcliffe  124 76 laps         Acidente  
21   7 colombia Sebastian Saavedra  114 86 laps         Acidente  
22   18 mexico Esteban Gutierrez  23 177 laps         Acidente
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Evento Pocono
Pista Pocono Raceway
Pilotos Will Power
Tipo de artigo Últimas notícias