Rahal acerta com Servià e engenheiro vencedor da Indy 500

Equipe fechou com piloto espanhol e Tom German por pelo menos três provas no campeonato de 2017

A Rahal Letterman Lanigan Racing (RLLR) assinou com o engenheiro vencedor da Indy 500 de 2016, Tom German para trabalhar com Oriol Servià em um segundo carro para o próximo ano por pelo menos três corridas.

German, que no ano passado trabalhou com Alexander Rossi na Andretti Autosport, será consultor de engenharia da RLLR em um contrato de vários anos. No entanto, ele também atuará como engenheiro para o segundo carro do time com Servià nas 500 Milhas de Indianapolis e a rodada dupla de Detroit, entretanto.

"Primeiro de tudo, devo dizer como estamos orgulhosos que Tom esteja se juntando a nós", disse Bobby Rahal ao Motorsport.com. "Estou muito confiante de que ele, juntamente com Eddie Jones, Martin Pare, Mike Talbott e Alex Farina, formem um grupo muito forte de engenheiros e um ambiente realmente saudável."

"Tom é forte, esteve 14 anos com a Penske, incluindo três campeonatos, além de vitórias Indy 500. Como consultor, estou realmente interessado em ver o que ele pensa da nossa equipe, onde ele acha que podemos estar falhando e onde podemos ficar mais fortes."

"Tê-lo disponível em nosso segundo carro é muito bom. Estou esperançoso que vai ser para a temporada completa, mas vamos ver."

A RLLR teve três vitórias ao longo das duas últimas temporadas, com a equipe tendo apenas um carro, e Graham Rahal terminou entre os cinco primeiros no campeonato de pilotos, como o melhor da Honda. A expansão da equipe para dois carros em tempo integral está no radar de Rahal, mas ele enfatizou sua cautela.

"É público meu interesse de ter o segundo carro, é algo que beneficia a nossa equipe como um todo. Temos muito respeito por Oriol. Ele e Graham foram companheiros de equipe antes, tanto aqui, mas também na Newman Haas Lanigan. Eles trabalham muito bem juntos."

"Acho que o nosso desempenho na Indy em 2015, como a única equipe da Honda que poderia correr com o Chevys foi em grande parte devido a Oriol. Portanto, nunca é uma discussão difícil sobre quem queremos em um segundo carro."

"Agora é uma questão de tentar encontrar o financiamento para fazer toda a temporada."

O próprio Servia acrescentou: "eu não poderia estar mais animado em estar de volta com Bobby, Mike e meu 'segundo pai' Letterman para a Indy 500 de 2017", disse Oriol Servia. "Fizemos isso antes e tivemos algum sucesso, mas tanto a equipe como eu, só estamos fazendo isso porque sentimos que podemos lutar por vitória juntos."

"Desde o primeiro dia de 2009, trabalhar com o Graham, como companheiro de equipe, tem sido excelente e agora na Rahal Letterman Lanigan Racing, é como uma família."

Sobre prazo que a equipe precisa para confirmar o segundo carro na temporada completa, Rahal disse: "eu diria que os próximos 30 dias serão importantes. Há muitas pessoas boas disponíveis nesta época do ano, e tivemos inúmeros telefonemas de quem quer fazer parte da nossa equipe, o que é ótimo. Mas queremos estar em uma posição boa para assinar."

"Queremos assinar com as melhores pessoas disponíveis. Mas até que tenhamos o compromisso dos patrocinadores, não podemos puxar o gatilho sobre a contratações."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Pilotos Bobby Rahal , Oriol Servia , Graham Rahal
Equipes Rahal Letterman Lanigan Racing
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags tom german