Sato vence em Portland após largar em 20º; Fittipaldi é 9º

compartilhar
comentários
Sato vence em Portland após largar em 20º; Fittipaldi é 9º
2 de set de 2018 21:15

Dixon sai como grande vencedor da etapa, depois de se envolver em acidente no início e chegar à frente de Rossi e Power

Estratégia. Esta foi a palavra que reinou para definir o vencedor da etapa de Portland da Indy neste domingo. Se aproveitando da sequência de bandeiras amarelas e de decisões erradas de pilotos como Alexander Rossi e Josef Newgarden, o japonês Takuma Sato foi o grande nome da prova.

Sato apareceu na frente no terço final da corrida, segurou o ímpeto de Ryan Hunter-Reay nos giros finais e conseguiu triunfar pela terceira vez na carreira. Sebastien Bourdais foi o terceiro colocado, completando o pódio.

O líder do campeonato, Scott Dixon, terminou em quinto, posição não imaginada no início da corrida. Um acidente envolvendo cinco carros, e que ele era um dos envolvidos, quase o tirou da briga. Mas aos poucos o neozelandês se recuperou e conseguiu chegar à frente de Rossi, que foi o oitavo, e Power, que teve problemas e foi o 21º.

Pietro Fittipaldi foi o brasileiro melhor colocado, finalizando em nono. Tony kanaan foi o 11º e Maheus Leist o 14º.

Com os resultados, faltando apenas uma corrida, Dixon manteve a liderança, com 598 pontos. Rossi tem 29 a menos e a dupla da Penske, Power e Newgarden, tem 87 a menos. A etapa de Sonoma, no dia 16 de setembro, terá pontuação dobrada.

A Corrida

Logo na largada, um toque envolvendo James Hichcliffe e Zach Veach acabou atingindo Scott Dixon, Ed Jones, Graham Rahal e Marco Andretti que acabou com seu carro com as quatro rodas no ar e, obviamente, trouxe a primeira bandeira amarela da prova.

Na relargada, Power manteve a liderança, mas por pouco tempo, já que o piloto da Penske enfrentava problemas de câmbio nas primeiras curvas, caindo para a 12ª posição. Alexander Rossi assumia a ponta, seguido de Hunter-Reay e Newgarden. Kanaan era o melhor brasileiro do início da corrida, na 11ª posição, Matheus Leist era o 13º e Pietro Fittipaldi, o 14º.

Mesmo envolvido no acidente inicial, Dixon tentava fazer uma corrida de recuperação, na 15ª posição, na 20ª volta.

Rossi dava indicações de que partiria para uma estratégia de três paradas, fazendo seu primeiro pit stop na 29ª volta.

Após os ciclo, Rossi voltou à ponta, mas Power foi o último a parar na 37ª volta, o que poderia fazê-lo adotar uma estratégia de dois pits.

Na 43ª volta, Power saiu da pista na curva antes da reta de chegada e foi parar na terra, trazendo nova bandeira amarela. O piloto foi para os pits para tentar retornar.

Na relargada, Rossi permaneceu dominando, à frente de Newgarden, Hunter-Reay, Jordan King e Zach Veach. Leist era o sexto, Kanaan o oitavo e Fittipaldi, o 14º.

Na abertura do 49º giro, Newgarden ultrapassou Rossi e King fez o mesmo sobre Hunter-Reay pelo terceiro posto.

Nova bandeira amarela foi acionada quando Zach Veach foi para a terra, em posição parecida com o acidente de Power. Antes do recomeço, os líderes aproveitaram para novo pit stop.

A relargada foi dada na volta 61, com a liderança de Hunter-Reay, seguido de Takuma Sato, Sebastien Bourdais e Dixon, que não fizeram a parada durante a amarela.

Santino Ferrucci parou na pista e os pilotos que estavam na liderança no stint anterior aproveitaram para fazer o último pit stop. Em seguida, a direção de prova decidiu acionar a bandeira amarela.

Faltando 25 para o fim, a corrida voltou a acontecer sob bandeira verde, com Chilton na frente, seguido de Sato, Hunter-Reay, Bourdais e Dixon. Newgarden era o 10 e Rossi ocupava a 11ª colocação.

Restando 20 giros, Chilton foi para os pits e Sato herdava a ponta. Todos dali em diante estavam na mesma situação de combustível. O japonês aproveitou as bandeiras amarelas para aparecer na briga.

Nas voltas finais, Hunter-Reay não conseguiu ultrapassar Sato, que venceu pela terceira vez em sua carreira na Indy. Bourdais levou a última posição do pódio. Dixon terminou em quinto. Pietro confirmou o nono lugar, Tony o 11ª e Leist ficou em 14º.

A Indy retorna em Sonoma, no dia 16 de setembro, na decisão do campeonato.

Resultado final

Cla   # Piloto Voltas Tempo Diferença Intervalo Mph Pits Abandono Pontos
1   30 Japan Takuma Sato  105 2:00'09.7537     102.971 3    
2   28 United States Ryan Hunter-Reay  105 2:00'10.3621 0.6084 0.6084 102.962 2    
3   18 France Sébastien Bourdais  105 2:00'11.5803 1.8266 1.2182 102.944 4    
4   21 United States Spencer Pigot  105 2:00'14.3094 4.5557 2.7291 102.905 3    
5   9 New Zealand Scott Dixon  105 2:00'15.0752 5.3215 0.7658 102.895 4    
6   22 France Simon Pagenaud  105 2:00'21.2142 11.4605 6.1390 102.807 4    
7   23 United States Charlie Kimball  105 2:00'21.7594 12.0057 0.5452 102.799 4    
8   27 United States Alexander Rossi  105 2:00'23.1306 13.3769 1.3712 102.780 3    
9   19 Brazil Pietro Fittipaldi  105 2:00'28.1290 18.3753 4.9984 102.709 3    
10   1 United States Josef Newgarden  105 2:00'29.5581 19.8044 1.4291 102.688 3    
11   14 Brazil Tony Kanaan  105 2:00'31.8899 22.1362 2.3318 102.655 3    
12   6 Colombia Carlos Munoz  105 2:00'32.4606 22.7069 0.5707 102.647 3    
13   88 Colombia Gabby Chaves  105 2:00'33.4675 23.7138 1.0069 102.633 3    
14   4 Brazil Matheus Leist  105 2:00'39.5495 29.7958 6.0820 102.547 3    
15   20 United Kingdom Jordan King  105 2:00'41.8889 32.1352 2.3394 102.514 3    
16   60 United Kingdom Jack Harvey  105 2:00'42.1728 32.4191 0.2839 102.510 3    
17   32 Mexico Alfonso Celis Jr.  105 2:00'58.5575 48.8038 16.3847 102.278 4    
18   59 United Kingdom Max Chilton  105 2:01'04.9660 55.2123 6.4085 102.188 3    
19   26 United States Zach Veach  104 2:00'45.9269 1 Lap 1 Lap 101.481 3    
20   39 United States Santino Ferrucci  101 2:00'42.3067 4 Laps 3 Laps 98.603 2    
21   12 Australia Will Power  98 2:00'43.9627 7 Laps 3 Laps 95.652 4    
22   5 Canada James Hinchcliffe  76 1:53'35.4864 29 Laps 22 Laps 78.843 5    
23   15 United States Graham Rahal  4 1:28'13.1705 101 Laps 72 Laps 5.343 2 Accident  
24   10 United Arab Emirates Ed Jones    0.9205 105 Laps 4 Laps     Accident  
25   98 United States Marco Andretti    1.0311 105 Laps 0.1106     Accident
Próxima IndyCar matéria
Power lidera 1-2 da Penske em Portland; brasileiros vão mal

Previous article

Power lidera 1-2 da Penske em Portland; brasileiros vão mal

Next article

Fittipaldi celebra primeiro top-10 na Indy: “era o objetivo”

Fittipaldi celebra primeiro top-10 na Indy: “era o objetivo”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria IndyCar
Evento Portland
Pilotos Takuma Sato
Tipo de matéria Relato da corrida