SPM descarta Montoya e Patrick para 3º carro na Indy 500

compartilhar
comentários
SPM descarta Montoya e Patrick para 3º carro na Indy 500
Tom Errington
Por: Tom Errington , Journalist
Traduzido por: Daniel Betting
9 de jan de 2018 18:57

Co-proprietário da Schmidt Peterson Motorsports, Sam Schmidt, diz que não vai chamar Danica Patrick ou Juan Pablo Montoya para a Indy 500, mas confirma que ainda planeja ter terceiro carro na prova

Juan Pablo Montoya testing the 2018 Chevrolet IndyCar
Danica Patrick, Stewart-Haas Racing Ford
Juan Pablo Montoya testing the 2018 Chevrolet IndyCar
Juan Pablo Montoya, Team Penske
Danica Patrick, Stewart-Haas Racing Ford
Juan Pablo Montoya tests the 2018 Chevrolet
Juan Pablo Montoya with Firestone's chief engineer Cara Adams

A Schmidt Peterson Motorsports assinou um acordo com Tristan Gommendy, ex-dono de equipe da Fórmula 1, Didier Calmels, mas o acordo entrou em colapso no final de 2017.

No entanto, Sam Schmidt disse ao Motorsport.com que o cancelamento não significa que vai manter uma entrada de dois carros com os pilotos de tempo integral James Hinchcliffe e Robert Wickens, e com a entrada de Jack Harvey SPM sendo administrada por Michael Shank Racing.

"Ainda planejamos ter um terceiro carro", disse Schmidt. "Foi uma série de acontecimentos infelizes onde o acordo [Gommendy] não deu carto, mas ainda estamos otimistas de que vamos ter um terceiro carro na Indy 500, como sempre fazemos".

Havia especulações de que o assento vago poderia ir para Juan Pablo Montoya, com as duas partes mantendo discussões após o duas vencedor da Indy 500 se mudando para o programa da Penske no IMSA sem qualquer esperança de uma quinta entrada da Penske-Chevrolet em Indianapolis. Mas Schmidt agora diz que um acordo com Montoya não acontecerá, apesar da Penske dizer que não iria impedir Montoya de procurar outra equipe.

"Me foi dito que Roger [Penske] não o deixaria", disse Schmidt.

SPM também descartou correr com Danica Patrick na última corrida de sua carreira, porque seria uma "distração". Patrick disse que encontrar vagas para suas corridas de despedida da carreira na Daytona 500 da NASCAR e na Indy 500 demoraram mais do que o esperado.

"Nós realmente não conversamos sobre isso, eu sei que ela falou com algumas equipes", disse Schmidt. "Nós avaliamos isso como distração demais com toda a fanfarra e tudo o que envolve isso”.

"Isso não está no topo da nossa lista, com certeza. Eu acho que ela vai fazer um excelente trabalho, ela vai voltar para onde ela estava antes... mas é tudo o que vem com isso".

Próxima IndyCar matéria

Sobre esta matéria

Categoria IndyCar
Pilotos Danica Patrick, Juan Pablo Montoya
Equipes Schmidt Peterson Motorsports
Autor Tom Errington
Tipo de matéria Últimas notícias