Troféu da Indy 500 sai dos EUA pela primeira vez na história

compartilhar
comentários
Troféu da Indy 500 sai dos EUA pela primeira vez na história
David Malsher
Por: David Malsher
Traduzido por: Daniel Betting
28 de nov de 2017 20:56

Troféu Borg-Warner está sendo transportado para o Japão para ajudar Honda na comemoração da vitória de Takuma Sato

Takuma Sato, Andretti Autosport Honda Helio Castroneves, Team Penske Chevrolet
Winner Takuma Sato, Andretti Autosport Honda celebrates
Winner Takuma Sato, Andretti Autosport Honda
Takuma Sato, Andretti Autosport Honda celebrates his win of the Indy 500 by kissing the Borg-Warner Trophy on the yard of bricks
Takuma Sato, Andretti Autosport Honda
Takuma Sato, Andretti Autosport Honda
Takuma Sato, Andretti Autosport Honda
Takuma Sato

O Troféu Borg-Warner, segurado por US $ 3,5 milhões e criado pela primeira vez em 1936 para premiar os vencedores da Indy 500, nunca antes deixou o solo dos Estados Unidos, apesar de incluir os rostos de vencedores da Grã-Bretanha, Brasil, Holanda, Canadá, Suécia, Colômbia, Nova Zelândia e Japão.

No entanto, nesta terça-feira está sendo tirado do Indianapolis Motor Speedway Museum via van para Detroit, de onde voará para Minneapolis e de lá para Tóquio. Sua primeira aparição pública será no "Thanks Day" da Honda Racing no Twin Ring Motegi, juntamente com o vencedor da Indy 500 de 2017, Takuma Sato.

A turnê japonesa do Troféu incluirá a fábrica da BorgWarner em Nabari e a Honda World HQ em Tóquio, antes de ser levada para fora do Japão em 12 de dezembro. Quando retornar ao Museu IMS, o Troféu terá viajado quase 13 mil milhas.

"Eu acho muito especial que o Troféu Borg-Warner esteja viajando para o Japão. O troféu representa ganhar a maior corrida do mundo e estou muito orgulhoso de ter vencido a Indy 500 de 2017 e ter minha imagem no troféu", disse Sato, que ganhou a 101ª edição da prova pela Andretti Autosport-Honda.

"Durante quase duas semanas, o troféu será visto em todo o Japão pelos fãs e pela mídia. Tenho a honra de ser o primeiro piloto japonês a vencer a Indy 500 e extremamente grato pelo Troféu Borg-Warner estar viajando para fora dos Estados Unidos pela primeira vez para celebrar as conquistas da minha equipe e da Honda. Vamos vencer novamente no próximo ano também!", completou o piloto, que retornará à Rahal Letterman Lanigan Racing na próxima temporada.

"É uma honra para a BorgWarner ajudar na comemoração da Honda pela conquista da 12ª vitória na Indy 500 e primeira de Takuma - em seu país de origem”, disse Scott D. Gallett, vice-presidente de marketing da BorgWarner Inc.

"Estamos muito orgulhosos em mostrar o Troféu Borg-Warner para o povo do Japão, fãs de corrida, membros da mídia e nossos funcionários. Este troféu histórico e icônico que pesa 110 libras (49,89 kg) e tem 5 pés de altura (1,5 metro) e representa a maravilhosa história, tradição da Indy 500 e seus vencedores que remontam à primeira edição, em 1911."

Criada a partir de prata esterlina por Gorham, Inc. de Rhode Island através de Spaulding Jewelers de Chicago, o Troféu Borg-Warner foi revelado publicamente em Nova York em fevereiro de 1936 e no IMS na primavera do mesmo ano.

Os rostos imortalizados em prata no troféu foram retroativos para incluir todos os vencedores desde a prova inaugural da Indy 500, bem como o do dono do IMS, Tony Hulman, cujo rosto é esculpido em ouro de 14 quilates.

Próxima IndyCar matéria
Circuito de Phoenix prestará homenagem a Mario Andretti

Previous article

Circuito de Phoenix prestará homenagem a Mario Andretti

Next article

Indy procura terceiro fornecedor de motor, diz revista

Indy procura terceiro fornecedor de motor, diz revista

Sobre esta matéria

Categoria IndyCar
Pilotos Takuma Sato
Autor David Malsher
Tipo de matéria Últimas notícias