“Vou continuar pilotando em 2018”, garante Castroneves

Quarto colocado na IndyCar em 2017, poderá migrar para o IMSA e deve participar das 500 Milhas de Indianápolis no próximo ano

Com futuro incerto na IndyCar, Helio Castroneves ainda não sabe se vai continuar na categoria na próxima temporada. Cotado para integrar a equipe Penske no IMSA no ano que vem, o quarto colocado do campeonato da Indy em 2017 garante que sem competir ele não fica.

“Eu tenho algum tipo de ideia, vamos ver o que acontece. Uma coisa eu sei, eu vou continuar dirigindo no ano que vem. Às vezes você tem que dançar conforme a música. Não vou negar que adoro este campeonato. Eu amo esse ambiente. Eu fiz isso basicamente durante metade da minha vida”, disse ao jornal norte-americano USA Today.

De acordo com a publicação, Castroneves deverá definir seu futuro em no máximo um mês.

"Ainda me sinto como se fosse um garoto. Sinto que tenho mais lenha para queimar do que nunca. Não importa o que aconteça no futuro, sei que o nosso anúncio está próximo, mas não importa se for aqui ou no IMSA, eu vou seguir muito motivado e completamente focado na minha meta que é sempre vencer corridas", completou o piloto de 42 anos.

Mesmo se não fechar um acordo com a Penske para disputar a temporada inteira da Indy em 2018, Helinho deverá participar das 500 Milhas de Indianápolis do próximo ano em busca de sua quarta vitória. Em seus 17 anos de Indy, o paulista venceu a prova em 2001, 2002 e 2009.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Evento Sonoma
Pista Sonoma Raceway
Pilotos Helio Castroneves
Tipo de artigo Últimas notícias