Wickens deixa time Mercedes do DTM para correr na Indy

Canadense vai disputar categoria de monopostos pela Schmidt Peterson e deve ser companheiro de equipe de James Hinchcliffe

Robert Wickens estava procurando uma vaga na Indy desde que a Mercedes confirmou que deixaria o DTM no final de 2018. Ele estava no radar da Schmidt Peterson há algum tempo, tendo realizado uma "troca de assento" no início deste ano no carro do amigo de infância James Hinchcliffe.

As questões de visto para Mikhail Aleshin, no final do ano, levaram a uma corrida surpresa na Road America para Wickens, e ele quase fez uma estreia no lugar de Esteban Gutierrez depois que o mexicano bateu durante a classificação da etapa de Toronto.

Wickens, em vez disso, fará sua estreia na indyCar em 2018, com Hinchcliffe esperando ser confirmado como seu colega de equipe.

"Até esta temporada, nunca pensei em deixar a Mercedes ou o DTM", disse Wickens.

"Não posso agradecer a Mercedes o suficiente nos últimos seis anos e desejo-lhes a melhor sorte para o futuro - provavelmente foram os melhores seis anos da minha vida”.

"Tive muitos altos e baixos no caminho, mas nunca tive tanto apoio de uma equipe antes. Foi uma honra representar a marca e talvez não seja a última vez".

Em um anúncio feito pela Mercedes, o fabricante disse que "a oportunidade de mudar veio exatamente no momento certo" para Wickens, após sua decisão de se retirar do DTM.

O chefe da Mercedes no DTM, Ulrich Fritz, disse: "Obviamente, é uma grande pena que Rob nos deixe. Estamos perdendo um ótimo piloto e uma pessoa fantástica. Rob tem sido um membro importante da nossa equipe nos últimos seis anos”.

"Embora sua partida, obviamente, nos faça sentir tristes, estamos, no entanto, satisfeitos por ele”.

"A IndyCar definitivamente será uma ótima experiência para Rob, e tenho certeza que ele também deixará sua marca na categoria".

Wickens acrescentou: "Será uma curva de aprendizado muito íngreme. Muitas coisas serão completamente novas para mim. Eu nunca dirigi em um oval antes”.

"Como todos sabem, não tenho dirigido carros de fórmula nos últimos seis anos desde que entrei no DTM, então eu tenho que acelerar muito rapidamente, mas estou ansioso pelo novo desafio".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar , DTM
Pilotos Robert Wickens
Equipes Schmidt Peterson Motorsports
Tipo de artigo Últimas notícias