Comissários negam demora na punição a times nas 500 Milhas

Responsável pelo andamento da prova, Cássio Silva de Sousa nega permissividade entre karts e afirmou que Liga Paulista de Automobilismo nunca havia passado por esta situação

A briga entre os pilotos Rodrigo Dantas e Tuka Rocha, nas voltas finais das 500 Milhas de Kart, no último sábado, ainda dá o que falar.

Mesmo com toda controvérsia antes da luta, as pessoas envolvidas apontaram que a direção de prova não agiu com antecedência, ao não punir os dois times e evitando as cenas vistas no fim da noite de sábado.

Procurado pelo Motorsport.com Brasil, a direção da prova, representada por Cássio Silva de Sousa, se pronunciou sobre os momentos que antecederam os incidentes.

“Nas nossas corridas da Pró 500 e 500 Milhas é comum os karts da mesma equipe se empurrarem ou até entre equipes diferentes pois o tempo de volta melhora muito e é prática normal utilizada pelas equipes.”

Quanto à punição, não acredito que houve demora, pois quando foi detectada uma atitude antidesportiva por parte de um dos karts, os comissários imediatamente puniram o kart,no caso, o #25 (outro kart do time de Tuka Rocha), contra a outra equipe e foi punido com ‘time penalty’ de 20 segundos e ainda foi avisado pelo comissário que na próxima infração, ele seria excluído da prova.”

“Depois dessa ocorrência, as coisas aconteceram muito rapidamente. Tivemos outro lance entre as duas equipes que estava sendo avaliado pelos comissários a penalização que seia imposta, e na sequência, houve o incidente entre os dois pilotos que acabaram se agredindo e causando a desclassificação das duas equipes.”

“Em 21 anos de prova, sempre tivemos pilotos famosos , profissionais e amadores e nunca passamos por esta situação.”

“Agora estamos avaliando todo o ocorrido e o mais breve estaremos soltando uma nota sobre o caso.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Kart
Evento 500 Milhas de Kart Granja Viana
Tipo de artigo Últimas notícias