Conheça piloto que quebrou jejum brasileiro de 17 anos

compartilhar
comentários
Conheça piloto que quebrou jejum brasileiro de 17 anos
28 de set de 2015 20:23

Caio Collet conquistou terceiro lugar no mundial de Kart neste fim de semana e finalmente levou Brasil ao pódio da competição, fato que não ocorria desde 1998

Caio Collet
Caio Collet sobe ao pódio no Mundial de Kart
Caio Collet
Caio Collet
Caio Collet

Em 1998, o Brasil conquistou um resultado mais do que significativo no Mundial de Kart, colocando dois pilotos no pódio – Ruben Carrapatoso foi o campeão e André Nicastro terminou em terceiro. Antes de Carrapatoso, Guga Ribas, em 1986, e Gastão Fráguas, em 1995, também conquistaram títulos para o país.

Desde então, o Brasil não aparecia entre os melhores colocados no campeonato até que, neste ano, Caio Collet acabou com o jejum que durava 17 anos e colocou o país novamente no pódio, terminando em terceiro lugar na categoria KF-Júnior.

Collet, paulista de 13 anos, largou da sétima posição, ultrapassou os adversários com uma boa largada, subindo para terceiro, Durante a prova, o piloto chegou a ocupar o segundo lugar, mas foi superado por Clément Novalak e terminou na terceira posição – a prova foi vencida pelo norte-americano Logan Sargeant.

"A corrida final foi muito boa. Tive sorte e larguei muito bem. Subi para terceiro e consegui abrir uma boa vantagem para o quarto colocado. Cheguei a passar o segundo e estive bem próximo do primeiro, mas na 15ª volta acabei sendo ultrapassado e voltei para terceiro. Comecei a perder um pouco de ritmo, mas consegui manter a posição e estou muito feliz com este pódio", disse.

O pódio de Collet, além de acabar com a ‘seca’ brasileira no Mundial de Kart, veio na primeira participação do piloto no campeonato. Filho do piloto de rali Carlo Collet, Caio iniciou a carreira no kartismo com seis anos de idade. Entre os principais títulos da carreira estão o bicampeonato brasileiro de kart – a segunda conquista veio neste ano, na categoria Júnior - e o Top Kart Brasil de 2015

Além de estrear no Mundial de Kart, 2015 também marcou o início da empreitada internacional de Collet, através do Europeu de Kart: o piloto foi o melhor estreante da categoria KF-Júnior e terminou em sexto na classificação geral. Participar do Europeu, como o próprio piloto destaca, foi importante na preparação para o Mundial.

"O nível é muito alto. De cada 10 pilotos, nove são muito bons e ter competido contra eles no Europeu me ajudou muito na disputa do Mundial", afirmou.

Fráguas, coincidentemente, é manager de Collet. O campeão mundial de 1995 também falou sobre o resultado obtido pelo pupilo em La Conca, na Itália – sede do campeonato – e sobre o trabalho com o jovem piloto.

"Campeonato Mundial é sempre muito difícil. Então, por ser o primeiro (de Collet), foi sem dúvida um resultado excelente. O Caio foi constante o final de semana inteiro e o terceiro lugar coroou todo o trabalho que fizemos ao longo do ano. Um ano de experiência internacional, grandes conquistas e títulos no Brasil", completou Fráguas.

Próxima Kart matéria
Com "túnel de Mônaco futurista", SP inaugura kartódromo

Previous article

Com "túnel de Mônaco futurista", SP inaugura kartódromo

Next article

Promessa brasileira do kart tem Vettel e Hamilton como ídolos

Promessa brasileira do kart tem Vettel e Hamilton como ídolos
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Kart
Tipo de matéria Últimas notícias