Liga Paulista promete “medidas necessárias”, após violência

Entidade que organiza 500 Milhas de Kart da Granja Viana se pronunciou nesta terça-feira

As 500 Milhas de Kart da Granja Viana, que contou com a presença de grandes nomes do automobilismo brasileiro e internacional para fechar o calendário de 2017, ficará para a história, mas não por um bom motivo.

Perto do final, os karts de Tuka Rocha e Rodrigo Dantas se tocaram e saíram da pista, com ambos travando uma luta, com direito a tentativa de estrangulamento de Dantas. Os karts das duas equipes foram desclassificados.

Nesta terça-feira, a Liga Paulista de Automobilismo se pronunciou oficialmente sobre o ocorrido no sábado e prometeu que agirá sobre os envolvidos.

Confira a nota de esclarecimento na íntegra, assinada pelo presidente Marcello Hirsch:

A Liga Paulista de Automobilismo vem a público manifestar repúdio aos fatos ocorridos na prova denominada “500 Milhas de Kart Granja Viana 2017”, realizada neste último dia 16 de dezembro.

Durante a prova pilotos de equipes concorrentes procederam de forma irregular e antidesportiva, culminando com cenas lamentáveis e que denigrem o esporte, a competição e a imagem dos pilotos como um todo.

Como entidade legítima, organizada e constituída formalmente para administrar provas e campeonatos, com a aprovação da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), a Liga Paulista de Automobilismo faz questão de vir a público e esclarecer que todas as medidas necessárias e ao seu alcance serão tomadas, sempre respeitado o direito à ampla defesa, ao devido processo legal e ao contraditório.

O desagradável episódio amplamente divulgado pela mídia denigre a imagem do esporte, ainda mais em um evento clássico e importante do calendário nacional. Além de seu caráter festivo, celebrando a competição e a velocidade com mais de 300 pilotos, todos federados e incluindo grandes nomes do automobilismo mundial, com passagens pela F-1, Indy etc, a 500 Milhas de Kart sempre foi um evento de confraternização entre pilotos, mote principal que foi deixado em segundo plano por alguns poucos competidores envolvidos.

Seguindo o mesmo estatuto da CBA, que por sua vez segue as mesmas normas desportivas da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), as equipes envolvidas foram desclassificadas. Depois da prova, outros procedimentos e punições poderão ser adotadas à luz dos fatos e provas, o que passa a ser competência do Tribunal de Justiça Desportiva da L.P.A.

Lamentando o ocorrido, a L.P.A. permanece à disposição para quaisquer esclarecimentos.

Marcello Hirsch
Presidente
Liga Paulista de Automobilismo

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Kart
Tipo de artigo Últimas notícias