Caldeirão de emoções em Le Mans: frases do fim de semana

85ª edição das 24 Horas de Le Mans trouxe alegrias para alguns e tristeza para outros, em uma prova com muitas surpresas; confira as declarações em mais uma edição da 'Sala de Imprensa'

"Foi basicamente uma corrida de sprint quando voltamos. Nós não tivemos nada a perder. Nós arriscamos tudo e conseguimos a recompensa."

"Foi basicamente uma corrida de sprint quando voltamos. Nós não tivemos nada a perder. Nós arriscamos tudo e conseguimos a recompensa."
1/11

Earl Bamber, piloto do Porsche #2, revela o pensamento do time quando voltou à pista. Carro recuperou 19 voltas para vencer a 85ª edição das 24 Horas de Le Mans.

"Eles trabalharam para fazer o carro voltar rápido. Se tivessem demorado cinco minutos mais, a vitória não teria acontecido.”

"Eles trabalharam para fazer o carro voltar rápido. Se tivessem demorado cinco minutos mais, a vitória não teria acontecido.”
2/11

Brendon Hartley, companheiro de Bamber no #2, valorizou o trabalho dos mecânicos, que repararam o carro a tempo de permitir a vitória do trio.

"Você nunca pode prever o que vai acontecer, então, no final, o espírito de Le Mans é correr no limite. Essa era nossa única chance.”

"Você nunca pode prever o que vai acontecer, então, no final, o espírito de Le Mans é correr no limite. Essa era nossa única chance.”
3/11

Timo Bernhard, que conduziu o #2 até a linha de chegada, ressaltou a imprevisibilidade da corrida em Le Mans e a persistência do time.

Photo by: Marc Fleury

“Eu me sentia muito bem e confortável com o carro, então estava pronto para vencer em Le Mans desta vez, mas infelizmente não conseguimos. Deveríamos ter conseguido, então dói ainda mais agora (do que em 2016)."

“Eu me sentia muito bem e confortável com o carro, então estava pronto para vencer em Le Mans desta vez, mas infelizmente não conseguimos. Deveríamos ter conseguido, então dói ainda mais agora (do que em 2016)."
4/11

O abandono do Toyota #7 veio quando o carro liderava confortavelmente e para Kamui Kobayashi - que pilotava quando a embreagem falhou - a quebra de 2017 foi mais dolorosa para os japoneses do que a de 2016.

Photo by: Anthony Rew

“Estávamos pilotando de maneira conservadora, mas de repente a pressão do óleo despencou. "Abandonar desse jeito é duro, mas Le Mans é assim."

“Estávamos pilotando de maneira conservadora, mas de repente a pressão do óleo despencou. "Abandonar desse jeito é duro, mas Le Mans é assim."
5/11

Andre Lotterer conduzia o Porsche #1, que tinha 13 voltas de vantagem na liderança geral da prova quando uma falha deixou o carro parado no meio da pista. O alemão não escondeu a decepção.

"Para ter uma longevidade, tem que estar numa coisa competitiva, senão você cai sempre no mesmo negócio – que é tentar terminar a corrida. E o valor de hoje foi terminar a corrida, mas o de amanhã, quem sabe, é tentar ganhar Le Mans.”

"Para ter uma longevidade, tem que estar numa coisa competitiva, senão você cai sempre no mesmo negócio – que é tentar terminar a corrida. E o valor de hoje foi terminar a corrida, mas o de amanhã, quem sabe, é tentar ganhar Le Mans.”
6/11

Rubens Barrichello, estreante em Le Mans, valorizou o fato de ter terminado a prova, mas já diz que quer mais em um retorno à La Sarthe.

“Não tenho palavras para explicar de verdade. Acabei de ganhar a maior corrida do automobilismo, é fantástico."

“Não tenho palavras para explicar de verdade. Acabei de ganhar a maior corrida do automobilismo, é fantástico."
7/11

O 'pé quente' Daniel Serra ficou sem palavras para explicar a vitória na classe LMGTE-Pro logo na estreia em Le Mans.

“Tirando o problema que tivemos durante a noite, foi uma corrida muito boa e estou muito feliz por terminar em segundo, mais um grande resultado para a minha carreira.”

“Tirando o problema que tivemos durante a noite, foi uma corrida muito boa e estou muito feliz por terminar em segundo, mais um grande resultado para a minha carreira.”
8/11

Pipo Derani, que terminou logo atrás de Serra na LMGTE-Pro, ficou muito satisfeito com o resultado - o brasileiro disputou as três primeiras etapas da temporada 2017 do WEC com a Ford.

Photo by: Anthony Rew

“Foi uma ótima experiência, só tenho a agradecer. Foi uma oportunidade incomparável, ainda mais com um carro fantástico de guiar."

“Foi uma ótima experiência, só tenho a agradecer. Foi uma oportunidade incomparável, ainda mais com um carro fantástico de guiar."
9/11

Tony Kanaan, piloto da Ganassi na Indy, ganhou a chance de correr em Le Mans após o acidente de Sébastien Bourdais na classificação para a Indy 500. Apesar das circunstâncias e do sexto lugar na LMGTE-Pro, o brasileiro fez um balanço positivo.

Photo by: Marc Fleury

“Le Mans é assim. Se fosse 12 Horas de Le Mans teríamos vencido, mas nas 24 Horas de Le Mans não a gente não terminou nem nos pontos."

“Le Mans é assim. Se fosse 12 Horas de Le Mans teríamos vencido, mas nas 24 Horas de Le Mans não a gente não terminou nem nos pontos."
10/11

Bruno Senna e o #31 da Rebellion estiveram na frente na primeira metade da prova. Na segunda, porém, uma série de problemas relegou o carro a um decepcionante 14º lugar na LMP2.

"Que emocionante. "É exatamente como quando recebi um Oscar. Realmente, observando no vídeo foi assim. Lamento muito não estar aí.”

"Que emocionante. "É exatamente como quando recebi um Oscar. Realmente, observando no vídeo foi assim. Lamento muito não estar aí.”
11/11

Jackie Chan, ator e dono da equipe que fez a dobradinha na LMP2 após a desclassificação do #13 de Nelsinho Piquet, comparou o triunfo em Le Mans ao recebimento de um Oscar, o prêmio máximo do cinema.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Le Mans
Evento 24 Horas de Le Mans
Pista Le Mans
Tipo de artigo Últimas notícias