Equipe perde apelo e Negrão tem vitória confirmada em Le Mans

compartilhar
comentários
Equipe perde apelo e Negrão tem vitória confirmada em Le Mans
Por: Gary Watkins
2 de out de 2018 17:06

G-Drive Racing, que foi desclassificada da vitória das 24 Horas de Le Mans na classe LMP2 em junho, teve recurso negado, confirmando triunfo de piloto brasileiro

Foi confirmada nesta terça-feira a exclusão do carro #26 da TDS G-Drive Racing guiado por Roman Rusinov, Jean-Eric Vergne e Andrea Pizzitola das 24 Horas de Le Mans de 2018. Com isso, André Negrão, Nicolas Lapierre e Pierre Thiriet herdaram a vitória da classe LMP2 da corrida de endurance mais importante do mundo.

A corte de apelações da FIA confirmou a decisão dos comissários, considerando que a TDS tinha modificado ilegalmente as plataformas de combustível, permitindo que os dois carros do time reabastecessem "significativamente mais rápido" do que seus rivais de classe.

O tribunal afirmou que o reabastecimento da TDS foi aproximadamente 25% mais rápido do que os outros, o que representava um ganho de seis a 10 segundos por pit stop.

A TDS havia modificado as plataformas de reabastecimento com um componente adicional que se encaixava entre a válvula de corte e o restritor de fluxo, que limita a taxa de reabastecimento.

A equipe francesa argumentou que esse componente era uma "inovação técnica louvável", e que não havia nenhuma regulamentação específica a respeito.

O tribunal descobriu que, como o componente adicional se projetava para o restritor de fluxo de combustível, isso constituía uma violação dos regulamentos.

Próxima Le Mans matéria
Le Mans eSports Series dá lugar no pódio das 24 Horas de Le Mans e US$100 mil

Previous article

Le Mans eSports Series dá lugar no pódio das 24 Horas de Le Mans e US$100 mil

Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Le Mans
Equipes G-Drive Racing
Autor Gary Watkins
Tipo de matéria Últimas notícias