Estratégia da BMW é correr contra si mesma, diz Farfus

compartilhar
comentários
Estratégia da BMW é correr contra si mesma, diz Farfus
Bruno Ferreira
Por: Bruno Ferreira
15 de jun de 2018 19:56

Piloto considera que, caso equipe consiga fazer uma prova limpa e “com boa leitura” de estratégia, estará naturalmente na briga pelas primeiras posições

#82 BMW Team MTEK BMW M8 GTE: Antonio Felix da Costa, Alexander Sims, Augusto Farfus
#82 BMW Team MTEK BMW M8 GTE: Antonio Felix da Costa, Alexander Sims, Augusto Farfus
#82 BMW Team MTEK BMW M8 GTE: Antonio Felix da Costa, Alexander Sims, Augusto Farfus
Augusto Farfus, BMW Team MTEK
Augusto Farfus, BMW Team RMG

Augusto Farfus revelou que o objetivo da BMW em seu retorno à disputa das 24 Horas de Le Mans é “correr contra si mesma”, já que, caso tenha uma prova limpa,  o piloto considera que naturalmente estará na luta por uma posição de destaque. 

Farfus já possui experiência prévia em Le Mans, mas os membros de sua equipe fazem a estreia na prova nesta volta da BMW à disputa. Em entrevista ao Motorsport.com Brasil no circuito francês, o paranaense detalhou a mentalidade do time para a corrida.

“Vai ser uma corrida de GT rápida, em que os pilotos vão arriscar muito. Como tem um grid cheio, e todos com chance de vitória, a corrida vai ser muito rápida, e quem vai conseguir vencê-la é quem conseguir se adaptar melhor, ler a corrida”, argumentou.

“A gente precisa ter uma leitura muito clara de qual vai ser a nossa estratégia para começar a prova, para as primeiras cinco, dez horas. Na verdade, o objetivo é correr contra nós mesmos. Claro, você tenta reagir ao fluxo da prova, mas temos de nos focar mais no nosso trabalho ou do que tentar bater de frente com uma Porsche ou Ford. Se a gente conseguir chegar até o fim da prova, fazendo um bom trabalho, com o nosso equipamento, vamos estar provavelmente entre os cinco primeiros.”

Farfus, cuja equipe inicia a prova em 12º na categoria GTE-Pro, admitiu que estranhou o tempo de volta da pole position, Gianmaria Bruni, que foi mais de 1s5 mais veloz que o segundo colocado.

“Nos treinos para Le Mans, a performance é relativa. A gente procura achar o equilíbrio do carro e tem um grande tópico que é o BoP [balance of performance, medidas técnicas adotadas a fim de equilibrar o desempenho dos carros], então muitos acabam escondendo o jogo – e a gente vê que só um Porsche virou essa volta incrível. A volta que o Gimmi [Bruni] virou, ele sem dúvidas saiu do esperado da Porsche – tanto é que nenhum outro Porsche virou, porque senão ficaria muito clara a diferença de performance, já que o BoP pode ser reajustado durante o fim de semana

“Então nosso trabalho sendo uma equipe nova é fazer quilometragem. Acho que nosso carro foi o que mais andou nos treinos. A gente tem o carro mais rápido do grid? Provavelmente não, mas é um conjunto de muita quilometragem, funciona bem, e estamos na briga, sem dúvida nenhuma”, completou.

Next article
Senna espera derrotar privadas para “aproveitar chances”

Previous article

Senna espera derrotar privadas para “aproveitar chances”

Next article

WEC planeja classe para motores a hidrogênio em 2024

WEC planeja classe para motores a hidrogênio em 2024
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Le Mans
Evento 24 Horas de Le Mans
Localização Circuit de la Sarthe
Autor Bruno Ferreira