Hartley diz que deve vitória da Porsche aos mecânicos

Neozelandês acredita que qualquer demora a mais no reparo do carro #2 poderia ter custado o triunfo em Le Mans

Depois de um problema mecânico no início da corrida, o trio do carro #2 da Porsche viu suas chances de vencer as 24 Horas de Le Mans bem abaladas. No entanto, com várias outras ocorrências com os outros carros da LMP1, o time pôde voltar à liderança da prova.

Brendon Hartley, que partilhou a vitória com Timo Bernhard e Earl Bamber, disse que a velocidade do trabalho de seus mecânicos foi a chave para o sucesso.

"Eles trabalharam para fazer o carro voltar rápido", disse Hartley. "Se tivessem demorado cinco minutos mais, a vitória não teria acontecido.”

"Não há um arranhão nesse carro também."

Timo Bernhard, que já venceu em Le Mans com a Audi em 2010, disse que os alvos do Porsche #2 mudaram constantemente depois do grande atraso no início.

"Pode ser a corrida mais cruel ou a melhor corrida da vida", disse Bernhard. "Ontem, depois de quatro horas, parecia ruim, mas os mecânicos foram muito rápidos em reparar o carro. Eles realmente aceleraram. No final, você viu a cada volta. Cada segundo importou para voltar à liderança.”

"Você nunca pode prever o que vai acontecer, então, no final, o espírito de Le Mans é correr no limite. Essa era nossa única chance.”

"No início, nosso foco era os pontos entre as fabricantes, depois mudou para a classificação de pilotos do WEC, e, nesta manhã, percebemos que poderíamos fazer um pouco mais. Talvez o pódio.”

“Mas depois conseguimos infelizmente pelo que aconteceu com o nosso carro irmão. Nós sentimos por eles."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Le Mans
Evento 24 Horas de Le Mans
Pista Le Mans
Pilotos Timo Bernhard , Brendon Hartley , Earl Bamber
Equipes Porsche Team
Tipo de artigo Últimas notícias