Novo chefe quer levar McLaren de volta a Le Mans

Zak Brown vê importância histórica para a McLaren na tradicional corrida francesa: “Adoraria nos ver em Le Mans”

Novo chefe da McLaren, Zak Brown quer levar a marca de volta a Le Mans. A McLaren ganhou as 24 Horas em 1995, com JJ Lehto, Masanori Sekiya e Yannick Dalmas no F1 GTR. Seu programa de fábrica continuou até o final de 1997, com a última aparição da McLaren na prova datando de 1998.

Brown explicou que um retorno a Le Mans para a marca de Woking caberia a sua função de promover a marca após sua nomeação como diretor executivo do McLaren Technology Group, que incorpora a divisão de carros.

"Ganhamos Le Mans e a corrida está em nossa história, e parte do meu trabalho é decidir onde a marca McLaren deve competir", disse ele à publicação irmã do Motorsport.com, a Autosport.

"Voltar a Le Mans é algo que nós identificamos e estamos discutindo. Pessoalmente, adoraria nos ver em Le Mans, e eu não sou o único com essas opiniões."

A decisão final sobre um retorno às 24 Horas seria feita pela McLaren Automotive e seu chefe de operações, Mike Flewitt.

Ele disse que um regresso a Le Mans provavelmente viria pela categoria GTE, mas quando perguntado se a McLaren poderia construir um carro LMP1 na tentativa de repetir seu triunfo geral, ele respondeu: "nunca diga nunca".

Brown disse que um programa GTE envolvendo uma entrada no Mundial de Endurance "levaria vários anos para ser montado".

Os comentários de Brown vêm após a nomeação de um novo chefe de motorsport para equipe, o ex-Strakka Dan Walmsley, que atuará na divisão de operações especiais da McLaren Automotive.

Brown disse que ainda irá determinar se o desenvolvimento do carro de GTE será feito internamente ou pela McLaren GT, companhia independente que produz os GT3 e GT4 da montadora desde 2011.

Chefe da McLaren GT, Andrew Kirkaldy enfatizou repetidamente que sua empresa precisaria do apoio da McLaren para desenvolver um carro para a divisão GTE, dominada por fábricas, diferentemente de seus programas de clientes GT3 e GT4.

"Houve discussões, mas não posso dizer muito", disse ele. "A esperança é que estaremos envolvidos."

A McLaren GT tem contratos em andamento que cobrem a vida do 650S GT3 e dos pilotos do 570S GT4.

Uma versão GTE do MP4/12C GT3 estava nos planos em 2012, com o desenvolvimento planejado para 2013. Porém, o programa foi arquivado depois que a FIA e o promotor de WEC, o Automobile Club de l'Ouest, lançaram uma oferta mal sucedida de equalizar os regulamentos da GTE e da GT3.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Le Mans
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags mclaren, zak brown